Sidebar

17
Dom, Fev

16ª Feira Preta

  • Feira Preta começa nesta quarta (8), em São Paulo, com obras da artista Bia Martins

    Foto: Nego Júnior

    A artista plástica e grafiteira Beatriz Dias Martins da Silva, ou Bia Martins, como é conhecida, vem de Araçatuba, interior de São Paulo, expor seus trabalhos na 16ª Feira Preta, que este ano ganha formato de festival.

    A extensa programação do evento começa nesta quarta-feira (8) e termina no sábado (25). Artes plásticas, música, literatura, design gráfico, customizações, artesanatos, gastronomia e empreendimentos de afro-brasileiros estarão presentes nesse festival que ocorrerá em diversas regiões da capital paulista.

    "A Feira Preta tornou-se um evento singular para mostrar a cultura afro-brasileira em todos os seus vieses", afirma Mônica Custódio, secretária da Igualdade Racial da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB). "E ela acontecer no Mês da Consciência Negra é fundamental para chamar a atenção da sociedade para a importância de combater o racismo para a sua erradicação completa".

    Acompanhe toda a programação pela página oficial do festival.

    beatriz aracatuba artista plastica feira preta

     

    Bia Martins

    A artista plástica, Bia Martins, de 32 anos, precisa de patrocinadores para trazer suas obras ao evento pelo terceiro ano consecutivo. “Estou sendo obrigado a arcar sozinha com todos os custos de participação, estadia, alimentação, transporte de obras e não tenho condições financeiras para isso”, diz.

    “Sou Artista plástica e grafiteira. Tenho trabalhos artesanais e confecciono camisetas estilizadas com estampas e designer gráfico”. Bia Martins afirma que sua pintura é rústica, mas “com expressão de valorização da cultura negra e da liberdade”.

    Sua obra, diz ela, "conta a vida dos negros no cotidiano da periferia". Martins conta anda que trabalha com arte desde os 10 anos, mas "profissionalmente comecei aos 23 anos e desde então tenho sobrevivido da minha arte”.

    beatriz grafiteira grafite favela

    Finalmente conta que “a arte representa tudo na minha vida. É ela que me faz ser mais dependente e resistente a tudo que sou. Artista e mãe de três filhas”.

    Quem se dispor a apoiar essa artista deve entrar em contato pelo Instagram: biabyona@ ou pelo Facebook da artista.

    beatriz aracatuba zumbi

    Feira Preta

    Desde 2002, a Feira Preta atrai milhares de pessoas todos os anos para estabelecer contato com as novidades da cultura afro-brasileira. Já se transformou no maior evento de cultura negra da América Latina.

    Para Adriana Barbosa “ampliar a Feira Preta para um formato de festival, que contempla diferentes atividades gratuitas em diferentes territórios da cidade é um desejo antigo”. E isso possibilita “abraçar diferentes narrativas, mas também levá-las para um número maior de pessoas”.

    Portal CTB – Marcos Aurélio Ruy