Sidebar

20
Sáb, Abr

Democracy Now

  • Glenn Greenwald detona Michel Temer em telejornal norte-americano. Assista!

    O jornalista norte-americano Glenn Greenwald fez uma análise sucinta dos acontecimentos do Brasil para o telejornal “Democracy Now” (“Democracia Já”), da TV dos Estados Unidos, NPR.

    A apresentadora pede esclarecimentos para Greenwald, que reside no Rio de Janeiro, sobre a votação do impeachment da presidenta Dilma Rousseff. Ele começa dizendo que há uma enorme diferença entre Dilma e o golpista Temer.

    Explica que ela foi ao Senado enfrentar seu julgamento. “Dilma não é obrigada, mas optou por fazê-lo”. E isso "é um contraste impactante com o seu ex-vice-presidente, agora presidente interino, que está prestes a se tornar o presidente não eleito”.

    Para o jornalista, responsável pelo site Intercept Brasil, nas Olimpíadas Rio 2016, Temer fez o contrário de Dilma e se escondeu. Ele “quebrou o protocolo e pediu que seu nome não fosse anunciado durante a cerimônia de abertura”. Mas quando o público percebeu ele foi vaiado.

    Na cerimônia de encerramento, Temer nem compareceu com medo das vaias. “Enquanto ele se esconde, Dilma, que historicamente lutou contra a ditadura militar deste país, foi presa por isso (...) foi enfrentar seus acusadores frente a frente”.

    Greenwald ressalta ainda que os políticos que querem cassar Dilma, “são pessoas condenadas criminalmente ou alvo de investigações, incluindo o presidente do Senado”. Para ele, “esse grupo de pessoas em Brasília está literalmente brincando com as bases da democracia, debaixo de nossos narizes”.

    Ao ser questionado sobre o motivo do processo contra Dilma, ele responde que “ela é acusada de usar truques orçamentários para fazer com que o orçamento do governo pareça mais positivo, visando vencer a reeleição”.

    Mas “se você conversar com europeus e americanos, eles se surpreendem que algo assim possa justificar a remoção de uma presidenta democraticamente eleita, já que é extremamente comum observar essa prática implementada por outros líderes políticos por todo o mundo”.

    Explica ainda com muita clareza a trama golpista da aliança formada entre o PMDB e o PSDB para levar à cabo a agenda derrotada nas urnas, com privatizações e retirada de conquistas importantes e afastando o país dos BRICS (Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul) para se sujeitar aos interesses dos Estados Unidos e ao capital externo.

    Tudo está acontecendo, afirma Greenwald, porque “os poderosos do país desejam a implementação dessa agenda de direita e sabem que isso não é possível através das eleições”.

    A votação final do impeachment deve acontecer entre esta terça-feira (30) e a quarta-feira. Os movimentos sociais mantêm-se nas ruas contra o golpe e prometem permanecer mobilizados para derrotar o governo golpista.

    Assista: 

    Marcos Aurélio Ruy – Portal CTB

  • Tássia Camargo manda beijo vermelho aos fascistas e anuncia filiação ao PT. Asssista!

    Em vídeo irônico, a atriz Tássia Camargo dá um recado à militância contra o golpe. Ela diz que as pessoas têm que se manifestar sim, porque tiraram a presidenta Dilma sem comprovação de crime.

    E reprimem violentamente a juventude que sai às ruas em defesa do direito de protestar livre e pacificamente. Ela aproveita e conta que vai filiar-se ao PT.

    “Não sou petista, mas vou me filiar ao PT, porque aí você vai poder dizer aquela ‘petista’”. Falou ainda que “se quiser me chamar de petista, se quiser me chamar de comunista, pode chamar. Um beijo vermelho pra você”.

    Veja Tássia Camargo 

    Noam Chomsky

    noam chomsky

    Em entrevista ao “Democracy Now”, da TV NPR, dos Estados Unidos, o linguista e filósofo norte-americano Noam Chomsky afirma que “a elite (brasileira) sempre detestou o Partido dos Trabalhadores e está usando esta oportunidade para livrar-se do partido que ganhou as eleições”.

    Ele diz ainda que a presidenta Dilma seja “talvez a única liderança política que não roubou para beneficiar a si própria” e fala que as tais “pedaladas fiscais” acontecem em muitos países e não configuram crime nenhum.

    Leia mais

    Glenn Greenwald detona Michel Temer em telejornal norte-americano. Assista! 

    Bob Fernandes: parlamentares afastam Dilma para salvar seus pescoços

    Marcos Aurélio Ruy – Portal CTB