Sidebar

18
Ter, Jun

Mano Brown

  • A TV Poeira vem se colocando como uma importante trincheira pela democracia, desde o início da campanha contra o processo de impeachment ilegal, instaurado na Câmara dos Deputados. No vídeo abaixo, diversos artistas falam sobre as  manifestações programadas para o domingo (31). 

    "Dia 31 de julho, teremos manifestações por dois caminhos no país. Um que apoia um governo só de homens brancos, ricos, investigados pela Lava Jato e que foi convocado por um grupo que mobilizou o país contra a corrupção, mas que no fundo foi patrocinado por partidos corruptos e ajudaram a colocar uma quadrilha no poder", dizem os artistas.

    "O outro quer um Brasil com mais direitos, sem o preconceito racial, sem homofobia, sem o machismo, com mais diversidade, sem corrupção. E acima de tudo que tem o direito de escolher o seu presidente", aí perguntam: "de que lado você fica?. Com Temer ou fora Temer?". E "por um 'acordão' para barrar a Lava Jato ou por uma reforma política para barrar a corrupção?" Enfim perguntam se "este Congresso deve decidir os rumos do Brasil ou você com seu voto?"

    Assista o brilhante vídeo da TV Poeira

    Mais um vídeo genial da TV Poeira 

     

    Em depoimento também para a TV Poeira, o cantor e compositor Mano Brown, do Racionais MC's, diz que "eles (elite golpista) querem trocar um governo por outro" e nada mais. Critica a mídia e diz que "o povo está alheio. Isso que é muito preocupante", afirma. 

    De acordo com o rapper paulista, "se perguntar na periferia quem é o Renan Calheiros ninguém sabe, se perguntar quem é Eduardo Cunha, o camelô não sabe e eles estão detonando o país". Perguntado sobre qual a solução para o impasse vivido no Brasil ele responde que é "eleição direta". No final pergunta ao interlocutor: se o Brasil não é "um país de crime organizado, por que estes caras estão no poder?"

    Veja Mano Brown 

    O grupo pernambucano Nação Zumbi puxa o ‪#‎ForaTemer,‬ durante apresentação no Festival de Inverno de Garanhuns e o público segue o canto e vibra com a frase mais dita no país nos últimos dois meses.

     Nação Zumbi entoa #ForaTemer

    Nesta quarta-feira (27), durante a abertura do Seminário Democracia na América Latina, em Curitiba, cerca de 7 mil pessoas gritaram "Fora Temer", à espera do ex-presidente uruguaio Pepe Mujica.

    Acompanhe o uníssono "Fora Temer" 

    A presidenta da União Nacional dos Estudantes (UNE), Carina Vitral, convoca os estudantes para participar dos atos  "Fora Temer", promovido pela Frente Povo Sem Medo, em diversas cidadades no Brasil e em outros países como Alemanha e Holanda. Ela diz que é "o povo quem deve decidir sobre os rumos do país", por isso defendeu o plebiscito como forma de resolver o impasse criado pela elite golpista.

    Carina Vitral convoca para a defesa da democracia

     

    O cineasta Ruy Guerra, que nasceu em Moçambique e naturalizou-se brasileiro, visitou o Ocupa Minc RJ, na segunda-feira (25), logo após a desocupação violenta e disse que "estamos muito próximos do fascismo", ele critica a atuação do judiciário e diz que virou um "reduto do fascismo". 

    Assista o cineasta Ruy Guerra

    tico santa cruz povo sem medo

    gregorio duvvivier povo sem medo

    juca kfouri povo sem medo

    Portal CTB com agências

  • O rapper Mano Brown, do grupo Racionais MC's, da periferia paulistana, desabafou em show no Rio de Janeiro e disse que "enquanto a favela faz silêncio, a elite manipula". Para ele, o domingo (17) entra para a história como "o dia em que o povo se omitiu. O dia que a favela ficou quieta e fez silêncio e deixou eles tomarem o que a favela conquistou".

    O artista disse também que "agora nos últimos dias eu vi a população virar as costas pra Dilma". E complementa afirmando ter visto uma armação "dentro de uma televisão de terceiro mundo" E "o que é um país de terceiro mundo desinformado, onde uma televisão elege e derruba quem eles querem".

    Ele diz também que é mentira que São Paulo tenha uma maioria de italianos e japoneses. "Em São Paulo, a maioria da população é de preto".

    E essa população "tá usando tudo isso de droga: cocaína, maconha, balinha, lança-perfume, novela da Globo, Jornal Nacional, todas as drogas possíveis. Vamos chapar?", ironiza. "Vamos ficar doidão de Jornal Nacional, de William Bonner"...

    Leia mais aqui e   aqui.

    Assista o desabafo completo. Mano Brown, dos Racionais MC's adverte que a Globo faz mal à saúde:

     

    Ao mesmo tempo palhaços de todo o Brasil assinam Carta de Repúdio ao deputado federal Tiririca (PR-SP), que se diz palhaço, sem merecer tal designação. Leia o manifesto na íntegra:

    Carta de Repúdio ao deputado Tiririca por Palhaços e Circos Brasileiros

    Ao Excelentíssimo Senhor Tiririca
    deputado federal

    Senhor deputado,

    Nós, palhaças e palhaços profissionais, brasileiros e estrangeiros engajados na defesa da democracia do Brasil, manifestamos nossa mais completa insatisfação e repúdio em relação à postura e ao voto de V.Exa na votação do processo de impeachment do último domingo, 17 de abril de 2016.

    Como o senhor bem sabe, nossa profissão se baseia, acima de tudo, na verdade e na honra com a qual o artista se dirige a seu público.

    O que certamente nos diferencia do senhor, na atual situação de nosso país, é a coragem ética com a qual nós, ao contrário de V.Exa, lutamos pela consolidação da, ainda frágil, democracia brasileira.

    Sabemos perfeitamente que, em nosso sistema constitucional, não se pode derrubar um governo simplesmente porque não se concorda com sua política. É preciso que se prove a existência de crime de responsabilidade. E tal noção de crime, forjada do dia para noite, em uma Câmara cujo presidente é investigado na operação Lava Jato, arranha consideravelmente a legitimidade de um processo que se pretende honesto.

    V.Exa não quer, ou não tem interesse em observar esses fatos com isenção, honra e justiça. Daí nossa brutal e essencial diferença.

    Portanto, deputado Tiririca, trocando em miúdos: no último domingo, lamentavelmente, o senhor não representou os palhaços e palhaças profissionais, envergonhando aqueles que buscam honrar o seu ofício de levar alegria ao povo brasileiro.

    Assinam esta carta, as entidades circenses, os coletivos de circo e da palhaçaria e os artistas abaixo:

    COOPERATIVA NACIONAL DE CIRCO
    COOPERATIVA PAULISTA DE TEATRO
    HUGO POSSOLO E RAUL BARRETTO - PARLAPATÕES PATIFES E PASPALHÕES – SP
    FERNANDO SAMPAIO - CIA. LA MÍNIMA – SP
    ESIO MAGALHÃES E TICHE VIANNA - BARRACÃO TEATRO – SP – CAMPINAS
    FERNANDO YAMAMOTO - CLOWNS DE SHAKESPEARE – RN
    DAGOBERTO FELIZ E SUZANA ARAGÃO – FOLIAS D´ARTE – SP
    LILY CURCIO - SERES DE LUZ – SP - CAMPINAS
    VAL DE CARVALHO - COLETIVO SAMPALHAÇAS – SP
    PAULO FEDERAL - CASA 360 – ESPAÇO DE ARTE E BEM ESTAR – SP
    ANGEL BONORA JORDA - ESPAÑA.
    ANGELA DE CASTRO – INGLATERRA
    CLAUDIO CARNEIRO – CIRQUE DU SOLEIL
    IVAN PRADO – PORTAVOZ INTERNACIONAL DE PALLASOS EM REBELDIA
    DUO FINELLI - EUA
    ERIN LEIGH CRITES – EUA
    DANIELA BARROS – RJ
    VERA LUCIA RIBEIRO - AS MARIAS DAS GRAÇAS – RJ
    ESTUDANTES DO INSTITUTO DE ARTES DA UNESP
    FESTIVAL DOS INHAMUNS DE CIRCO, BONECOS E ARTES DE RUA - CE
    CIRCO ESCOLA LONA DA MARIA – CE – ITAPIPOCA
    MOVIMENTO POPULAR ESCAMBO LIVRE DE RUA - BRASIL
    ANEPS (ARTICULAÇÃO NACIONAL DE MOVIMENTOS E PRÁTICAS DE EDUCAÇÃO POPULAR E SAÚDE) – SC
    PONTO DE CULTURA GALPÃO DA CENA DE ITAPIPOCA – CE
    ASSOCIAÇÃO DE ARTES CÊNICAS DE ITAPIPOCA -AARTI- CE
    CIRCO GUARACIABA – SP - SOROCABA
    INSTITUTO HAHAHA - MG
    LONA BAMBA – SP
    FORÇAS ARMADAS - SP
    VERA ABBUD E PAOLA MUSSATI - CIA. PELO CANO – SP
    LUCIANA VIACAVA - CIA DO Ó - SP
    SILVIA LEBLON - NA COMPANHIA DOS ANJOS – SP – CAMPINAS
    CIRCO DI SÓ LADIES - SP
    CIA. CROMOSSOMOS – SP
    CIRCO DO ASFALTO – SP - SÃO BERNARDO DO CAMPO
    COLETIVO BASSUSSEDER - SP
    CIA VÔOS – SP
    ESQUADRILHA DA RISADA - SP
    CIA. DA REPRISE – SP
    EXÉRCITO CONTRA NADA – SP
    CLOWBARET - SP
    BANDO DE PALHAÇOS - RJ
    CIA. MARAVILHAS – PE
    CIA. HUMATRIZ - PE
    LAS CABAÇAS – PARÁ - BRASIL
    CIRCOVOLANTE - MG
    GRUPO OFF-SINA - RJ
    CIA DO SOLO - RJ
    NÚCLEO ARTÍSTICO GEMA - RJ
    CIA THEATRO EM CENA - MT
    COMPANHIA CÊNICA VENTURA - RN
    GRUPO TEATRAL NATIVOS DA TERRA RASGADA – SP - SOROCABA
    COLETIVO M´BOITATA – MS - DOURADOS
    CHARANGA MUTANTE - RJ
    CERVANTES DO BRASIL - CE
    BANDO LA TRUPE- RN
    CIA. CIRANDUÍS - RN
    CIA. ARTE E RISO DE UMARIZAL - RN
    CIA ARTE VIVA DE SANTA CRUZ - RN
    GRUPO CAFURINGA DE RECIFE - PE
    MOVIMENTO CHÁ, CAFÉ, PROSEADO - RN
    CENOPOESIA TRAK-TRAK - RN
    PALHAÇO GOURMET – PR
    CIRCO RODADO – PR
    COLETIVO MIÚDO – PR
    DONA ZEFINHA - CE
    CIRCOVOLANTE - MG
    PALHAÇO CUS-CUZ - JUNIO SANTOS - BRASIL
    CIA. GÊMEA - MG
    CIA. BALÉ BAIÃO - CE
    ARTE JUCÁ - CE
    COLETIVO VAGAMUNDO - RS

    Portal CTB com informações dos Jornalistas Livres e Portal Vermelho

  • Para a jornalista Monica Iozzi “o povo brasileiro tem o direito de escolher quem será o nosso novo presidente. Não dá pra gente deixar essa escolha na mão desse Congresso que tá aí”. Por isso, “todos unidos pela democracia. Diretas Já”, complementa o ator Wagner Moura.

    Monica Iozzi  

    Iozzi e Moura convidam a todas e todos a participar do SP Pelas Diretas Já, no Largo da Batata, na zona oeste de São Paulo. A festa política começa às 11h, sem hora para acabar. Participam Criolo, Tulipa Ruiz, Maria Gadú, Emicida, Rael, Mano Brown e muitos outros.

    “É a vez da maior cidade do país fazer a sua manifestação pelas Diretas Já”, afirma Moura. Ele acredita que a manifestação de São Paulo “será maior ainda que a de Copacabana no Rio de Janeiro”. Já Iozzi complementa dizendo que “a gente quer pedir Fora Temer, a gente quer pedir Diretas Já”. Participe!

    Wagner Moura 

    Leia mais

    Show pelas Diretas Já chega a São Paulo neste domingo (4). Compareça!

    Serviço:

    SP Pelas Diretas Já
    Dia : Domingo (4), às 11h
    Local: Largo da Batata, Pinheiros, São Paulo

    Portal CTB – Marcos Aurélio Ruy

  • Vários artistas do hip-hop brasileiro se manifestam contra a cultura do ódio e a candidatura do retrocesso. Emicida, Dexter, Rael, Rubia (RPW), Mano Brown, Tássia Reis, Rappin Hood, Thaíde, Criolo e muitos outros formam o Rap pela Democracia.

    De acordo com eles, o movimento hip-hop representa a cultura da periferia das grandes cidades e não contempla volta ao passado. “A máquina do tempo do hip hop anda pra frente”. Os artistas pedem para as pessoas comaprecerem às urnas, não anularem o voto e nem votar em branco e cravar o voto no candidato que defenda a democracia e a justiça.

    Já os artistas sergipanos criaram uma canção defendendo o voto em Fernando Haddad e Manuela D'Ávila como fundamental para o país continuar respirando liberdade e a juventude continuar sonhando com um futuro digno.

    Rap pela Democracia, se liga 

    Cante com os artistas sergipanos 

    “Respeite o seu semelhante, respeite a diversidade, respeite a democracia...O povo é força, sabedoria. É o que desperta o levantar de um novo dia”, canta o grupo Somos Democracia (Artista não vota em fascista). Neste sábado (20) ocorrem manifestações contra a cultura do ódio em todo o país. Todos pelo Brasil e pela democracia.

    Portal CTB

  • Mano Brown, dos Racionais MC's, em entrevista à Bandnews FM defendeu o programa Bolsa Família porque "tirou as pessoas de um lugar e levou para outro". Melhorando a vida das pessoas. Porque a maior parte da população "não via dinheiro, não vestia, não comia" e agora leva uma vida mais digna.

    Assista o vídeo da entrevista:

    Além disso, diz ele, "o Brasil pagou o FMI (Fundo Monetário Internacional), deu dinheiro para o FMI". E os mais pobres passaram sentir "orgulho de ser brasileiro" e nem era Copa do Mundo.

    "O triste é ver que eles (defensores do impeachment) não estão preocupados com o Brasil. Eles só estão preocupados em substituir quem está no poder", acentua Brown.

    O rapper acredita que antes do governo Lula, as pessoas que hoje defendem o impeachment viviam "do privilégio", enquanto a imensa maioria da população vivia abaixo da linha de pobreza e é isso que tem motivado esses setores da direita a pedir a saída da presidenta Dilma. "há muitos interesses para que o Brasil não continue nesse caminho", no caminho do combate às desigualdades.  

    Como uma das principais referências do movimento hip hop brasileiro, os Racionais MC's é um grupo de rap da periferia paulistana, que existe desde 1988 e é integrado por Mano Brown, Edi Rock e Ice Blue e KL Jay. As poesias de suas canções denunciam as mazelas da população mais pobre e marginalizada da sociedade, a violência, o racismo. 

    O grupo emplacou inúmeros sucessos em seus quase 30 anos de carreira, como "Vida Loka I", "Vida Loka II", "Negro Drama", "A Vida é Desafio", "Jesus Chorou", "Da Ponte pra Cá", "Capítulo 4, Versículo 3", "Tô Ouvindo Alguém Me Chamar", "Diário de um Detento", "Fórmula Mágica da Paz", "Homem na Estrada", "Fim de Semana no Parque", "Mano Na Porta do Bar", "Negro Limitado" "Pânico na Zona Sul", "Artigo 157", entre outras canções.

    Racionais MC's - A Vida É Um Desafio:

     

    Portal CTB - Marcos Aurélio Ruy

     

  • Paciência é uma virtude revolucionária, disse Lênin com toda a razão. O golpe vai galgando o poder passo a passo, mas não sem resistência, não sem luta e não sem todo o mundo saber que golpe é golpe.

    E não adianta todos os argumentos toscos de senadores, deputados federais, futuros ministros nomeados por esse governo interino, que já nasce sob a égide da desconfiança e da submissão ao capital internacional, sob o comando da família Marinho, dona da Rede Globo.

    Já nasce com o manto de golpista, antidemocrático e antipopular. Surge para golpear a classe trabalhadora, rasgando a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) e todas as conquistas sociais dos últimos anos.

    Não à toa, não há nenhuma mulher no ministério do governo golpista. Provavelmente porque para essa gente mulher somente no tanque e na cozinha. Retrocesso fundamentalista que se iguala ao Estado Islâmico, com a diferença de que esse é assumido. Os golpistas querem as mulheres caladas e subservientes. Duvido, no entanto, que consigam deter a privmavera feminista que está nas ruas, nas redes e na vida.

    Obviamente que as notícias ruins sumirão do noticiário e o governo golpista será exaltado pela mídia tupiniquim, já desacreditada no mundo inteiro. Compete a nós, neste momento, denunciar essa mídia para as brasileiras e brasileiros, mostrando os reais objetivos dessa gente.

    Na madrugada deste 12 de maio, sofremos mais um golpe. Duro é verdade, mas ainda há resistência e não podemos nos calar neste momento. “É preciso estar atento e forte”, diz a música dos anos 1960. Resistir é fundamental.

    Porque amanhã vai ser outro dia e a história não perdoa traidores. Nasce um governo provisório misógino, calcado no ódio, na violência, na discriminação e no patriarcado. A serviço de interesses de grandes corporações financeiras.

    Nasce ilegítimo e fadado ao fracasso. Natimorto. Zumbi de filmes de terror. Nasce para levar ao poder os setores mais atrasados da elite brasileira, que prefere manter seus dedos e anéis intactos, às custas da liberdade e da vida dos outros. Nasce para matar, mas pode morrer naufragado na própria soberba e na ilegitimidade.

    A sua tática agora fatalmente será consolidar-se no poder sob o manto da mentira e da corrupção escondida debaixo do tapete. E para manterem-se no poder, além de aumentarem as mentiras repetidas diariamente, terão que consolidar o golpe do impeachment.

    Mas para o golpe dar certo, terão que tirar Luiz Inácio Lula da Silva da disputa eleitoral, porque a eleição de 2018 faz parte da estratégia dos golpistas para conseguirem legitimidade.

    Por isso, é essencial seguir o exemplo dessa brava guerreira brasileira, Dilma Rousseff, que resistiu e resiste com a coragem de quem sabe que está do lado da história, da vida, da Justiça e principalmente do povo brasileiro.

    Perdemos mais uma batalha, mas ainda não perdemos a guerra. Foram 55 senadores que apoiaram o golpe nesta votação de admissibilidade. Para consolidar o impeachment, eles precisam de 54 votos. A presidenta Dilma teve mais de 54 milhões de votos e isso não conta para eles.

    A Globo e seus subalternos midiáticos jogarão todo o peso para manter esses votos e continuarão com os vazamentos seletivos de seus cúmplices da Polícia Federal, do Ministério Público e até do Supremo Tribunal Federal, que tem dado mostras de falta de coragem para seguir a Constituição.

    Mas jamais deterão as nossas consciências. A guerra ainda não acabou. A vida exige resistência, persistência e crença no futuro. Não na ponte quebrada dos golpistas sem voto, mas no futuro baseado na solidariedade, na igualdade de direitos e no respeito ao ser humano. Como disse Mano Brown, vocalista do grupo Racionais MC's sobre o dia 17 de abril. Para ele foi o "dia em que o povo virou as costas para a Dilma".

    O Brasil voltará a ser uma "república de bananas", quintal dos Estados Unidos ou o povo levantará a sua voz e defenderá suas casas, seus salários, seus empregos, as escolas de seus filhos e filhas, mais médicos ou se calará e consentirá no golpe, resta saber. Temos agora seis meses para que essa decisão seja tomada. 

    Marcos Aurélio Ruy é jornalista do Portal CTB.

    Os artigos publicados na seção “Opinião Classista” não refletem necessariamente a opinião da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB) e são de responsabilidade de cada autor.

  • O engajamento dos artistas começou no Rio de Janeiro no domingo (28). Mais de 100 mil pessoas levaram alegria para a praia de Copacabana para cantar, dançar e defender a democracia e barrar os retrocessos do “desgoverno” Temer.

    Confirme presença por aqui.

    A segunda jornada da campanha por Diretas Já será na capital paulista, no Largo da Batata, em Pinheiros, na zona oeste. “Faremos um ato político com arte onde as falas dos movimentos sociais e culturais que acontecerão longo do domingo vão abordar as Diretas Já e outras pautas nacionais de oposição ao desastroso governo Temer”, dizem os organizadores do SP pelas Diretas já.

    Do amor, de Tulipa Ruiz e Gustavo Ruiz

    A partir das 11h da manhã, diversos blocos de carnaval começarão a festa, que contará com a presença de Pitty, Tulipa Ruiz, Maria Gadú, Emicida, Criolo, Mano Brown, Chico César, Rael, Péricles, Otto, Edgard Scandurra e quem mais aparecer para defender a saída de Temer e eleições diretas para a Presidência já.

    Lembrando que nesta quarta-feira (31), a Comissão de Constituição e Justiça do Senado aprovou um projeto de emenda à Constituição, de autoria do senador José Reguffe, sem partido, do DF, prevendo eleição direta em caso de vacância do cargo de presidente. E na Câmara dos Deputados tramita a Proposta de Emenda à Constituição de autoria do deputado federal Miro Teixeira, da Rede-RJ.

    Final de tarde, de Edgar do Cavaco e Thiago Silva; canta Péricles 

    O movimento pelas Diretas Já ganhou a adesão de muitos artistas, após às graves denúncias contra Temer e a possibilidade de sua renúncia. Isso porque de acordo com a legislação vigente se ele sair, a eleição é indireta via Congresso Nacional.

    Rouxinol, de Rael 

    De acordo com os organizadores do SP Pelas Diretas Já, a campanha pretende dialogar com toda a sociedade, principalmente com os mais de 90% que se mostram a favor de eleições diretas e querem a saída de Temer.

    Leia mais

    Que seja para o bem a participação de artistas na vida política do país

    Portal CTB – Marcos Aurélio Ruy

  • "Este movimento não é de direita nem de esquerda. É um movimento pela democracia". diz o ator Wagner Moura. Porque "nossa crise é uma crise de legitimidade", complementa.

    O movimento Rio pelas Diretas Já! realiza um grande show na praia de Copacabana, na Cidade Maravilhosa, neste domingo (28), a partir das 11h da manhã. Já está na “hora de escolhermos o nosso caminho para decidir o futuro do país”, diz parte do texto na página do Facebook do evento.

    Vaca profana, de Caetano Veloso que canta com Maria Gadu 

    A secretária da Mulher Trabalhadora da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil no Rio de Janeiro (CTB-RJ), Kátia Branco, defende a participação de todo o movimento social e político nas Diretas Já!. "Estamos com os artistas nessa campanha para a criação de uma frente ampla com objetivo de colocar o Brasil no trilho do desenvolvimento, da liberdade e da criação de empregos". acentua.

    Confirme sua presença aqui.

    Organizado pelas frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo, o show une diferentes talentos da rica MPB. Caetano Veloso, Criolo, Mano Brown (dos Racionais MC’s), Teresa Cristina, Maria Gadu, Mart’nália, Pretinho da Serrinha e o Cordão do Bola Preta garante uma grande festa.

    A convocação vem sendo feito através de inúmeros vídeos por outros artistas como Emanuelle Araújo, Adriana Esteves, Vladimir Brichta, Wagner Moura, Tico Santa Cruz, Fábio Assunção, Lúcio Mauro Filho, entre outros. 

    O meu mundo é hoje, de José Batista e Wilson Batista. Canta Teresa Cristina 

    A grande preocupação do movimento sindical, movimentos sociais, estudantes e partidos progressistas é a possibilidade de o Congresso Nacional eleger o próximo presidente para um mandato tampão de forma indireta, com consequências imprevisíveis na crise brasileira.

    Veja vídeo da TVT convocando para o Rio pelas Diretas Já!

     

    Por isso, “vamos pra rua defender o nosso direito de votar e arrumar essa bagunça desse governo que pirou este país”, diz a atriz Emanuelle Araújo ao convocar para o evento. O ator Gregório Duvivier anuncia: “primeiramente fora Temer, segundamente Diretas Já. Se a gente empurrar o Temer cai”. 

    Não é a primeira vez que os artistas tomam posições políticas no país. No movimento por eleições diretas para a Presidência da República, de 1984, depois de mais de 20 anos sem eleições, muitos artistas viajaram o país em campanha por Diretas Já. Milhões foram às ruas.

    Espiral de ilusão, de Criolo 

    Já para o também ator Lúcio Mauro Filho, o movimento em defesa de eleições diretas para presidente é a melhor maneira de unir a nação. “Diretas Já, porque estamos falando de Brasil". Enquanto Fábio Assunção defende a renúncia de Temer e avisa que “nós é que não vamos renunciar. Diretas já”. Criolo canta para Temer "como você dorme com isso, como você dorme tranquilo" no samba "Espiral de ilusão". Recado dado.

    Portal CTB – Marcos Aurélio Ruy