Sidebar

24
Seg, Jun

Willian Bonner

  • O rapper Mano Brown, do grupo Racionais MC's, da periferia paulistana, desabafou em show no Rio de Janeiro e disse que "enquanto a favela faz silêncio, a elite manipula". Para ele, o domingo (17) entra para a história como "o dia em que o povo se omitiu. O dia que a favela ficou quieta e fez silêncio e deixou eles tomarem o que a favela conquistou".

    O artista disse também que "agora nos últimos dias eu vi a população virar as costas pra Dilma". E complementa afirmando ter visto uma armação "dentro de uma televisão de terceiro mundo" E "o que é um país de terceiro mundo desinformado, onde uma televisão elege e derruba quem eles querem".

    Ele diz também que é mentira que São Paulo tenha uma maioria de italianos e japoneses. "Em São Paulo, a maioria da população é de preto".

    E essa população "tá usando tudo isso de droga: cocaína, maconha, balinha, lança-perfume, novela da Globo, Jornal Nacional, todas as drogas possíveis. Vamos chapar?", ironiza. "Vamos ficar doidão de Jornal Nacional, de William Bonner"...

    Leia mais aqui e   aqui.

    Assista o desabafo completo. Mano Brown, dos Racionais MC's adverte que a Globo faz mal à saúde:

     

    Ao mesmo tempo palhaços de todo o Brasil assinam Carta de Repúdio ao deputado federal Tiririca (PR-SP), que se diz palhaço, sem merecer tal designação. Leia o manifesto na íntegra:

    Carta de Repúdio ao deputado Tiririca por Palhaços e Circos Brasileiros

    Ao Excelentíssimo Senhor Tiririca
    deputado federal

    Senhor deputado,

    Nós, palhaças e palhaços profissionais, brasileiros e estrangeiros engajados na defesa da democracia do Brasil, manifestamos nossa mais completa insatisfação e repúdio em relação à postura e ao voto de V.Exa na votação do processo de impeachment do último domingo, 17 de abril de 2016.

    Como o senhor bem sabe, nossa profissão se baseia, acima de tudo, na verdade e na honra com a qual o artista se dirige a seu público.

    O que certamente nos diferencia do senhor, na atual situação de nosso país, é a coragem ética com a qual nós, ao contrário de V.Exa, lutamos pela consolidação da, ainda frágil, democracia brasileira.

    Sabemos perfeitamente que, em nosso sistema constitucional, não se pode derrubar um governo simplesmente porque não se concorda com sua política. É preciso que se prove a existência de crime de responsabilidade. E tal noção de crime, forjada do dia para noite, em uma Câmara cujo presidente é investigado na operação Lava Jato, arranha consideravelmente a legitimidade de um processo que se pretende honesto.

    V.Exa não quer, ou não tem interesse em observar esses fatos com isenção, honra e justiça. Daí nossa brutal e essencial diferença.

    Portanto, deputado Tiririca, trocando em miúdos: no último domingo, lamentavelmente, o senhor não representou os palhaços e palhaças profissionais, envergonhando aqueles que buscam honrar o seu ofício de levar alegria ao povo brasileiro.

    Assinam esta carta, as entidades circenses, os coletivos de circo e da palhaçaria e os artistas abaixo:

    COOPERATIVA NACIONAL DE CIRCO
    COOPERATIVA PAULISTA DE TEATRO
    HUGO POSSOLO E RAUL BARRETTO - PARLAPATÕES PATIFES E PASPALHÕES – SP
    FERNANDO SAMPAIO - CIA. LA MÍNIMA – SP
    ESIO MAGALHÃES E TICHE VIANNA - BARRACÃO TEATRO – SP – CAMPINAS
    FERNANDO YAMAMOTO - CLOWNS DE SHAKESPEARE – RN
    DAGOBERTO FELIZ E SUZANA ARAGÃO – FOLIAS D´ARTE – SP
    LILY CURCIO - SERES DE LUZ – SP - CAMPINAS
    VAL DE CARVALHO - COLETIVO SAMPALHAÇAS – SP
    PAULO FEDERAL - CASA 360 – ESPAÇO DE ARTE E BEM ESTAR – SP
    ANGEL BONORA JORDA - ESPAÑA.
    ANGELA DE CASTRO – INGLATERRA
    CLAUDIO CARNEIRO – CIRQUE DU SOLEIL
    IVAN PRADO – PORTAVOZ INTERNACIONAL DE PALLASOS EM REBELDIA
    DUO FINELLI - EUA
    ERIN LEIGH CRITES – EUA
    DANIELA BARROS – RJ
    VERA LUCIA RIBEIRO - AS MARIAS DAS GRAÇAS – RJ
    ESTUDANTES DO INSTITUTO DE ARTES DA UNESP
    FESTIVAL DOS INHAMUNS DE CIRCO, BONECOS E ARTES DE RUA - CE
    CIRCO ESCOLA LONA DA MARIA – CE – ITAPIPOCA
    MOVIMENTO POPULAR ESCAMBO LIVRE DE RUA - BRASIL
    ANEPS (ARTICULAÇÃO NACIONAL DE MOVIMENTOS E PRÁTICAS DE EDUCAÇÃO POPULAR E SAÚDE) – SC
    PONTO DE CULTURA GALPÃO DA CENA DE ITAPIPOCA – CE
    ASSOCIAÇÃO DE ARTES CÊNICAS DE ITAPIPOCA -AARTI- CE
    CIRCO GUARACIABA – SP - SOROCABA
    INSTITUTO HAHAHA - MG
    LONA BAMBA – SP
    FORÇAS ARMADAS - SP
    VERA ABBUD E PAOLA MUSSATI - CIA. PELO CANO – SP
    LUCIANA VIACAVA - CIA DO Ó - SP
    SILVIA LEBLON - NA COMPANHIA DOS ANJOS – SP – CAMPINAS
    CIRCO DI SÓ LADIES - SP
    CIA. CROMOSSOMOS – SP
    CIRCO DO ASFALTO – SP - SÃO BERNARDO DO CAMPO
    COLETIVO BASSUSSEDER - SP
    CIA VÔOS – SP
    ESQUADRILHA DA RISADA - SP
    CIA. DA REPRISE – SP
    EXÉRCITO CONTRA NADA – SP
    CLOWBARET - SP
    BANDO DE PALHAÇOS - RJ
    CIA. MARAVILHAS – PE
    CIA. HUMATRIZ - PE
    LAS CABAÇAS – PARÁ - BRASIL
    CIRCOVOLANTE - MG
    GRUPO OFF-SINA - RJ
    CIA DO SOLO - RJ
    NÚCLEO ARTÍSTICO GEMA - RJ
    CIA THEATRO EM CENA - MT
    COMPANHIA CÊNICA VENTURA - RN
    GRUPO TEATRAL NATIVOS DA TERRA RASGADA – SP - SOROCABA
    COLETIVO M´BOITATA – MS - DOURADOS
    CHARANGA MUTANTE - RJ
    CERVANTES DO BRASIL - CE
    BANDO LA TRUPE- RN
    CIA. CIRANDUÍS - RN
    CIA. ARTE E RISO DE UMARIZAL - RN
    CIA ARTE VIVA DE SANTA CRUZ - RN
    GRUPO CAFURINGA DE RECIFE - PE
    MOVIMENTO CHÁ, CAFÉ, PROSEADO - RN
    CENOPOESIA TRAK-TRAK - RN
    PALHAÇO GOURMET – PR
    CIRCO RODADO – PR
    COLETIVO MIÚDO – PR
    DONA ZEFINHA - CE
    CIRCOVOLANTE - MG
    PALHAÇO CUS-CUZ - JUNIO SANTOS - BRASIL
    CIA. GÊMEA - MG
    CIA. BALÉ BAIÃO - CE
    ARTE JUCÁ - CE
    COLETIVO VAGAMUNDO - RS

    Portal CTB com informações dos Jornalistas Livres e Portal Vermelho

  • Há 23 dias em greve de fome e em estado de debilidade física, os ativistas que jejuam por justiça no país e pela liberdade para o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva não aparecem na mídia tradicional. Uma pesquisa simples no Google mostra que só os veículos independentes repercutem o fato.

    Para o jornalista e professor aposentado da Universidade de São Paulo (USP) Laurindo Lalo Leal Filho, a mídia comercial brasileira mostra que trabalha como um partido político, desinformando a população sobre assuntos que não atendem a seus interesses comerciais. "As pessoas se colocam no limite da morte e, em qualquer parte do mundo, é notícia. Quando chegamos a 23 dias, com a possibilidade de um desfecho fatal, isso é informação, mas não é noticiado porque se choca com os interesses da mídia e os ativistas são vistos como adversários", critica o professor, em entrevista ao jornalista Rafael Garcia, na Rádio Brasil Atual.

    O especialista lembra que essa exclusão é seletiva. Em 2007, o bispo de Barra (BA), Dom Luiz Flávio Cappio fez greve de fome contra a transposição do Rio São Francisco por 24 dias. "No governo Lula, a mídia dava grande espaço para isso. Hoje, são sete militantes fazendo a greve e são esquecidos pela grande imprensa", diz Lalo.

    Os grevistas, que fazem parte de movimentos sociais, querem que a presidenta do Supremo Tribunal Federal (STF), Cármen Lúcia, coloque em pauta as duas ações declaratórias de constitucionalidade (ADCs) sobre a legalidade da prisão após decisão de segunda instância, situação do ex-presidente Lula. "Enquanto não enfrentarmos esse partido político da mídia, com a força da democrática, a nossa democracia fica prejudicada. É lamentável o que acontece com a informação no Brasil", lamenta o professor sobre o monopólio do grupo Globo.

    O apresentador do Jornal Nacional, Willian Bonner, anunciou na última segunda-feira (20) que o veículo não realizará cobertura eleitoral do candidato do PT.

    Fonte: Rede Brasil Atual