Destaques

Destaques

Rádio CTB - Presidente agradece apoio da classe trabalhadora e da militância no ano

"Desejo a todos um mundo mais soberano, mais humano e menos desigual"

Adílson Araujo, presidente da CTB, sobre perspectivas para 2015

CTB condena massacre de índígenas e toque de recolher no Peru

Desde sexta-feira (5-6), indígenas peruanos enfrentam o pesado arsenal da repressão policial peruana, que culminou em massacre de dezenas e na instauração do toque de recolher. Os nativos bloquearam uma estrada, em mais um protesto contra as medidas do presidente Alan García, que pretende entregar a exploração da água e das inúmeras riquezas naturais da

floresta amazônica peruana (a maior porção da Amazônia fora do Brasil) a empresas estrangeiras.

Durante o confronto o governo peruano fez uso inclusive de helicópteros, que dispararam tiros contra manifestantes indefesos. Os protestos que transcorrem há mais de 50 dias são pacíficas e têm por alvo uma série de decretos do neoliberal Garcia, cujo objetivo é privatizar a água e a terra dos grupos indígenas que habitam a região.

A CTB (Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil)  condena a forma fascista como o governo peruano vem tratando o assunto, que já resultou na morte de dezenas de indígenas das províncias de Bagua e Utcubamba. Policiais também foram mortos nos conflitos. A repressão e o toque de recolher são formas de impor medidas antinacionais, antipopulares e antidemocráticas que interessam exclusivamente ao capital financeiro internacional. O governo de Garcia no Peru, tal como o de Uribe na Colômbia, está na contramão das mudanças progressistas em curso na América Latina e age como um vassalo do imperialismo americano e europeu.

Nossa Central defende o direito do povo à terra e suas riquezas naturais e considera inaceitável qualquer medida que vise a entrega desse bem à iniciativa privada e ao capital financeiro internacional. Reiteramos nossa profunda solidariedade à CGTP (Confederação Geral dos Trabalhadores do Peru) e ao povo amazônico, bem como a defesa intransigente da sua soberania  e  da luta em defesa do patrimônio nacional.

Cresce em toda a América Latina a solidariedade aos peruanos e a indignação com a conduta fascista do Estado. Conclamamos os movimentos sociais a unir forças para barrar o fascismo neoliberal do governo Garcia e denunciar o massacre contra nossos irmãos peruanos.


São Paulo, 8 de junho de 2009

Wagner Gomes
presidente da CTB (Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil)

  • Cultura & mídia

  • Clipping CTB

  • Mais lidas na semana

  • Últimas Notícias

Jornal Olho Crítico

jornal olho critico novembro-2014

Revista Visão Classista

VisaoClassista18Capa

Revista Mulher D'Classe

revista mulher classe n4 2014 03

Revista Rebele-se

revista-rebele-se-N1-junho-2014