Sidebar

26
Qua, Jun

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

A CTB Distrito Federal junto com a diretoria do Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção e do Mobiliário de Brasília e Entorno (STICOMBE), juntamente com inúmeros delegados sindicais, recebeu na última quinta (24) o secretário do Trabalho do Distrito Federal, João Pedro Ferraz, advogado trabalhista e ex-procurador geral do Ministério Público Trabalho e discutiram pauta de direitos da categoria.

O sindicato da construção civil é filiado à Nova Central. Reforçando a proposta de unidade das centrais, a CTB Distrito Federal foi convidada pela CGTB.

"Na ocasião foram debatidos diversos assuntos de interesse desta importante categoria representada pela entidade, como a implantação de um piso regional, o cumprimento de lei distrital que prevê a obrigatoriedade de fornecimento de plano de saúde para os trabalhadores das empresas terceirizadas que prestam serviço ao governo e a solução do impasse que envolve mais de 500 operários com uma construtora responsável por uma obra pública que não cumpriu com as suas obrigações trabalhistas", informou Paulo Vinicius, o PV, secretário de Relações de Trabalho da CTB Nacional, após a reunião.

Ele indicou que de forma unitário, em conjunto com as demais centrais e os sindicatos, a CTB seguirá vigilante e em luta para fortalecer a luta e enfrentar a nova conjuntura que atravessa o país.

whatsapp image 2019 01 24 at 12.54.53

O presidente do STICOMBE, Raimundo Salvador, que presidiu o encontro, apresentou as reivindicações ao secretário, que, por sua vez, colocou-se à disposição para encaminhar cada uma delas, inclusive ao governador, se necessário. Outra questão abordada no encontro foi a constatação de que algumas empresas responsáveis por pequenas e médias obras públicas não estão sequer registrando os trabalhadores em carteira de trabalho, muito menos cumprindo com as demais obrigações previstas em lei.

Contricom

O presidente da CONTRICOM, Altamiro Perdoná, também presente à reunião, narrou a experiência que teve em Santa Catarina, onde preside a Federação da categoria, com a implantação do piso regional para diversos segmentos de trabalhadores. Segundo ele, “além de incrementar  a economia regional – e uma prova disso é que nosso Estado ostenta um dos menores índices de desemprego do país, o piso regional assegura mais dignidade e melhores condições de vida e trabalho para os trabalhadores”.

whatsapp image 2019 01 24 at 12.54.50

Portal CTB - Com informações do STICOMBE

*Atualizada em 30 de janeiro de 2019, às 17h.

0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.