Sidebar

20
Qui, Jun

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

Mais de 20 mil pessoas participam do ato contra a Reforma da Previdência que fecha a Avenida Afonso Pena com a Rua 13 de Maio, em Campo Grande, na manhã desta quarta-feira (15).

Para evitar que o acesso aos hospitais da área central sejam prejudicados, o presidente da Fetems (Federação dos Trabalhadores em Educação de Mato Grosso do Sul), Roberto Botarelli, pediu aos manifestantes que a pista da Afonso Pena, no sentido bairro-centro seja desobstruída. Os manifestantes estão deixando a via aos poucos.

mato grosso s

mato grosso sul4

O ato contra a Reforma da Previdência começou às 8 horas com a participação de trabalhadores de diversas categorias e sindicatos como professores, policiais civis, agentes penitenciários, Correios e bancários. Os atos programados para o decorrer do dia devem ter a participação de outras categorias e os educadores prometem greve por tempo indeterminado.

Os protestos que devem ocorrer ao longo desta quarta-feira nas capitais brasileiras e em Brasília são organizados por centrais sindicais.

5dcc2783 0cc7 4c22 a2eb 1899b520261c

Portal CTB com agências

 

0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.