Sidebar

16
Ter, Jul

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

Os bancários da Bahia se unem aos demais trabalhadores e paralisam as atividades nesta sexta-feira (30), durante a greve geral contra o governo de Michel Temer e as reformas que retiram direitos de milhões de brasileiros. As agências, portanto, amanhecerão fechadas.

O ato é nacional. A promessa é parar o país, assim como aconteceu em 28 de abril. O presidente do Sindicato dos Bancários da Bahia, Augusto Vasconcelos, destaca que a greve é a resposta dos trabalhadores diante das propostas que atacam direitos garantidos pela Constituição Federal.
 
Em Salvador, o dia já começa com protestos. Às 6h, tem manifestação em frente ao shopping da Bahia. À tarde, a partir das 15h, acontece caminhada no Centro da cidade. A concentração é no Campo Grande.
 
A intenção é aumentar a pressão para que o Congresso Nacional recue e não aprove as reformas da Previdência e trabalhista. O trabalhador também quer a saída de Temer, investigado por crime de corrupção, e convocação de eleições diretas.
 
Bancários da Bahia
 
 
0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.