Sidebar

21
Qui, Mar

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

Sempre na linha de frente das manifestações em defesa dos direitos sociais e trabalhistas, os bancários da Bahia e Sergipe participam nesta quarta-feira, 15 de março, do Dia Nacional de Luta contra a reforma da previdência, a terceirização e a precarização dos direitos trabalhistas.

Os sindicatos de bancários devem participar das atividades de rua em todas as bases sindicais ligadas à Feebbase, organizando inclusive paralisações em algumas cidades.

As agências da base do Seeb Bahia, por exemplo, só abrirão às 12h. Já em Juazeiro, a paralisação atingirá as agências dos bancos públicos entre as 11h e 12h.

A Federação dos Bancários vai participar da marcha que acontece no Centro de Salvador, a partir das 15h.

“A proposta de reforma da Previdência que está em discussão no Congresso é uma afronta aos trabalhadores brasileiros, uma vez que dificulta o acesso à aposentadoria e inviabiliza a obtenção do benefício integral, que só será alcançado por quem contribuir por 49 anos sem interrupção, o que não corresponde à realidade do nosso mercado de trabalho. Temos que nos unir contra mais esta ameaça de retrocesso orquestrada pelo governo golpista de Michel Temer. Os bancários não podem ficar de fora das manifestações contra a esta reforma absurda da previdência e também contra a terceirização. Todos às ruas nesta quarta-feira”, ressaltou o presidente da Feebbase, Emanoel Souza.

Agenda de manifestações:

Bahia

Paralisação das agências até às 12h

Caminhada com concentração às 15h, no Campo Grande, em Salvador.

Itabuna

Aula pública, às 11h, na Praça Adami, em Itabuna.

Jequié

Caminhada com concentração às 8h, no Largo da Catedral de Santo Antônio.

Juazeiro

Ato às 8h, na Praça do Jacaré.

Paralisação dos bancos públicos das 11h às 12h.

Sergipe

Ato às 14, na Praça General Valadão, em Aracaju.

Vitória da Conquista

Ato às 9h, em frente à Caixa Econômica da Praça Barão de Rio Branco.

0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.