Sidebar

25
Sáb, Maio

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

Cerca de 5 mil pessoas participaram de uma caminhada em Salvador, no fim da tarde deste domingo (31/7), para pedir a saída do presidente interino Michel Temer e a volta da presidenta eleita Dilma Rousseff. Sob o grito de “Fora Temer”, os manifestantes se reuniram no Campo Grande e saíram em caminhada até o Farol da Barra, onde outras 3 mil se juntaram à manifestação. O percurso foi animado pelo Microtrio, grupo engajado na luta contra o golpe.

“Este foi mais um ato promovido por todos aqueles que defendem um país mais justo, o Estado democrático de direito, a democracia, os projetos sociais e todas as conquistas dos últimos 13 anos”, ressaltou o presidente da CTB Bahia, Aurino Pedreira.

fora temer3

O dirigente afirmou também que a manifestação deste domingo deixou evidente a capacidade de mobilização dos baianos. “O que vimos foi a participação de diversos segmentos dos movimentos sociais e da sociedade, o que mostra o crescimento do movimento contra as medidas que o governo ilegítimo de Temer vem adotando, que prejudicam toda a sociedade. A cada dia que passa, o que temos é uma unidade maior contra o golpe”.

O ato deste domingo abre uma agenda de manifestações contra a aprovação do impeachment da presidente Dilma no Senado. “Hoje estamos nas ruas pedindo o fim imediato deste governo golpista. Mas também vamos defender bandeiras importantes contra as medidas nefastas adotadas pelo governo golpista, como a redução de programas sociais, a exemplo do bolsa família e o Minha Casa, Minha vida; a proposta de redução dos investimentos na educação e saúde, além da reforma trabalhista e da Previdência Social”, acrescentou Aurino.

Confira as principais atividades contra o golpe :

4 e 10 de agosto – Atos estratégicos com ações junto a imprensa internacional, panfletagem, atividades nos pontos turísticos, etc, denunciando o golpe.
5 de agosto - Caravanas para o Rio de Janeiro - para grande ato na abertura das Olimpíadas
8 de agosto - Ato em defesa da CLT e Previdência Social, as 10h, na Secretaria Regional do Trabalho, na Avenida Sete de Setembro.
9 de agosto - ato em todas as capitais na primeira votação no Senado.
11 de agosto - Marcha do movimento de moradias na paralela e manifestação em frente a Advocacia Geral da União - AGU.
16 de agosto - Dia de luta contra a agenda regressiva do trabalho
24 a 29 de agosto - Caravanas e acampamento em Brasília, durante a votação do impeachment no Senado.

Por Eliane Costa - CTB BA

0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.