Sidebar

21
Qui, Mar

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

Trabalhadores e trabalhadoras de diversos segmentos de Itabuna e munícipios vizinhos se reuniram na manhã desta quinta-feira (07), no auditório do Sindicato dos Comerciários, para discutir sobre “O desafio da classe trabalhadora diante da conjuntura atual no país”.

O evento, que foi organizado pela Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB Região Sul), teve como objetivo integrar ainda mais a classe trabalhadora na luta contra o golpe e manutenção do Estado Democrático de Direito.

A mesa de abertura foi composta por Joquelia Botelho (APLB), Rodrigo Cardoso (Seeb Ilhéus), Augusto Vasconcelos (SBBA), Aurino Pedreira (CTB), Jairo Araújo (PCdoB) e Jorge Barbosa (Seeb Itabuna).

Após as saudações iniciais, o presidente do Sindicato dos Bancários da Bahia, Augusto Vasconcelos, falou aos trabalhadores sobre conjuntura nacional e elucidou pontos importantes sobre a tentativa de golpe e as consequências para os trabalhadores brasileiros.

“Estamos vivenciando a maior crise econômica desde o ano de1929. As críticas ao governo devem existir, no entanto, devemos fazê-las de forma responsável e democrática, para que não fira os direitos dos trabalhadores, duramente conquistados, nem a legitimidade democrática constitucional”, afirmou.
Em seguida, e seguindo a mesma linha de raciocínio, o presidente da CTB Bahia, Aurino Pedreira, falou sobre valorização da democracia e luta da manutenção do Estado Democrático de Direito.

“Nós, enquanto trabalhadores e trabalhadoras que encabeçamos as lutas sociais, precisamos ter não só a compreensão política do atual momento brasileiro, como também a compreensão ideológica, pois vivenciamos hoje uma guerra ideológica perversa e cruel”, enfatizou.

Aurino chamou atenção, também, da necessidade de posicionamento crítico por parte dos trabalhadores presentes. “Por mais que a situação seja adversa, nós temos que incutir na mente de todos que o senso coletivo deve prevalecer sobre o senso individual. Por isso, devemos estar munidos de ideais sólidos e que beneficiem toda a classe trabalhadora como um todo”, concluiu.

Após as duas palestras, houve o debate com os presentes que expuseram seus questionamentos e opiniões sobre a atual conjuntura nacional.

Por Bruno de Azevedo – Seeb Itabuna

0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.