Sidebar

22
Seg, Jul

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

14º Congresso: no encontro, dirigente da CTB, Luiza Bezerra, participa de debate sobre a juventude

O 14º Congresso da Federação dos Bancários da Bahia e Sergipe foi extremamente exitoso. O evento realizado neste sábado e domingo (9 e 10/12), em Salvador, foi marcado pela qualidade dos debates e a defesa unânime da  busca da unidade como forma de enfrentamento aos ataques que os bancários e todos os trabalhadores vem sofrendo atualmente.  

Esta foi a bandeira defendida por todos os palestrantes, convidados e delegados que falaram durante o Congresso.  Por isso mesmo, a construção da unidade na luta pela manutenção e conquista de mais direitos para os bancários  foi apontada como prioridade pelo nova diretoria e os  132 delegados e delegadas  do  14º Congresso da Feebabse.

Depois de um sábado de muitos debates, o domingo foi marcado pela aprovação de plano de ação e a eleição da nova diretoria para o triênio 2018-2021. A mesa contou com a participação do presidente da CTB Bahia, Pascoal Carneiro, que conclamou os dirigentes sindicais a ampliar a luta para impedir a aprovação da reforma da Previdência, que retira direitos dos trabalhadores para privilegiar os bancos, uma vez que  obrigará todos a terem um plano de previdência privada.

14 congresso emanoel f87db

Despedida

O domingo foi marcado também por homenagens e a  despedida  de Emanoel Souza da presidência da Federação.  “Nove anos à frente da Federação foi mais do que pensei. Confesso que este não foi incialmente um projeto meu, mas tive imensa satisfação de assumir a tarefa de ajudar a construir a unidade entre os sindicatos da Bahia e Sergipe. Foi para isso que trabalhei todo este tempo. Se hoje nós somos potência , é exatamente porque  trabalhamos unidos, mesmo com as nossa diferenças”, disse.

Emanoel ressaltou também a importância do Fórum dos Presidentes,  espaço que tem sido o alicerce para a Feebbase. “Agradeço aos  antigos e atuais presidente dos sindicatos e a toda diretoria pelo apoio que recebi neste cargo, pois sem isso não teríamos colocado a Federação no local de destaque em que ela se encontra hoje.  Gratidão e unidade resumem o que levo daqui. Gratidão por tudo que recebi e a unidade é a marca que gostaria de deixar com contribuição para a luta dos bancários da Bahia e Sergipe”, concluiu.

O 14º Congresso foi  o último evento de massas  da gestão de  Emanoel Souza com o presidente, mas ele permanece à frente da Feebbase até o dia 12 de janeiro, quando a nova diretoria, comandada por Hermelino Neto toma posse. Emanoel assumirá então o cargo de secretário Geral. 

Dirigente da CTB participa de debate sobre a juventude

À tarde, a secretária da Juventude da CTB, Luíza Bezerra, trouxe dados e informações que denunciam o total abandono de investimentos futuros no Brasil para os jovens. Ela informou ainda que as mulheres também estão sendo prejudicadas com as reformas do atual governo. Além de contextualizar a atual situação política do país, Luíza pontuou a desigualdade financeira e social no país e fez um alerta para o grande número de refugiados, que contabiliza 70% de jovens em todo o mundo, com menos de 30 anos.

Bezerra citou dados recentes da OIT de que 13% dos jovens em todo o mundo estão desempregados e 76% estão em trabalhos informais. "As mulheres e os jovens estão sendo os mais prejudicados com todas essas reformas", avaliou. Afirmou também que no Brasil cerca de 30% da juventude está desempregada, contabilizando mundialmente mais do dobro. O número de jovens largando os estudos para trabalhar e ajudar a família aumentou, como também o número do trabalho infantil, que havia sido reduzido no país.

Luíza Bezerra sugeriu que é preciso atrair os jovens para as lutas e que é preciso ir às bases para dialogar com os colegas e também que sejam criadas formas de inserir as novas tecnologias para atrair o público jovem, já que é o meio de comunicação mais utilizado por eles.

“Percebe-se que a juventude tem vontade de participar dos atos reivindicatórios, mas muitas vezes não consegue se ver no movimento sindical. Os encontros da juventude que a Feebbase promove é essencial porque promove a interação desse público, mas ainda é preciso pautas mais atrativas nesses eventos. Temos 50 milhões de jovens no país e nós precisamos encontrar maneiras de dialogar com eles para atraí-los para o nosso lado”, finalizou a secretária da juventude da CTB.

Feebbase

0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.