Sidebar

21
Qui, Mar

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

O procurador do Ministério Público do Trabalho na Bahia (MPT), Bernardo Ribeiro, desarquivou o processo contra o Itaú, movido pelo Sindicato de Camaçari, sobre a constante intimidação feita pelo banco contra os funcionários para que não participem da greve. MPT-BA entendeu que o Itaú realiza práticas antissindicais.

A decisão ocorreu após a audiência dos diretores dos Sindicatos dos Bancários da Bahia, de Camaçari e da Federação da Bahia e Sergipe, no último dia 06, com o MPT-BA, para que o órgão determine um TAC (Termo de Ajustamento de Conduta) à organização financeira. O objetivo é evitar que a situação se repita.

Estiveram presentes neste encontro os diretores da Federação, Hermelino Neto e Ivan Castro; e os presidentes do Sindicato dos Bancários da Bahia, Augusto Vasconcelos, e do Sindicato de Camaçari, Ronaldo Nascimento (licenciado).

"O banco que burla o ponto eletrônico durante a greve é o mesmo que demite vários colegas em função de suposta fraude do ponto eletrônico. Um absurdo", denuncia o diretor da Feeb, Hermelino Neto.

Com informações do SEEB-BA

0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.