Sidebar

26
Dom, Maio

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

A grande mídia brasileira, controlada por apenas cinco famílias, ajuda a ampliar a secular desigualdade social e alimenta os discursos de ódio que dominam o cenário nacional. Também tem participação direta na crise e estimula a desinformação e o desinteresse da sociedade por política, como uma forma de controlar a massa.

Para enfrentar o poder econômico que os grandes grupos de comunicação representam, do outro lado, está a mídia alternativa. Jovem, mas já com grande poder, que utiliza as redes sociais para furar os bloqueios impostos pelo Congresso Nacional na democratização da comunicação. Entre os veículos de referência nacional, os do Sindicato dos Bancários da Bahia. O papel que as mídias da entidade tem é fundamental. É o verdadeiro contraponto ao que se consome todos os dias na TV, rádio ou jornal.

Por isso, não podia ser diferente. O Sindicato está no Fórum Social Mundial, evento que reúne milhares de pessoas de 120 países para discutir novos caminhos de desenvolvimento, com justiça social e sustentabilidade. No painel apresentado nesta quarta-feira (14/03), com o tema Mídia Sindical e a Democratização dos meios de Comunicação, os participantes, que lotaram a sala 11 da Facom (Faculdade de Comunicação da UFBA), puderam conhecer um pouco da experiência da entidade e também discutir estratégias para que a mídia alternativa ocupe mais espaço na sociedade. 

O presidente do SBBA Augusto Vasconcelos destaca que a democratização da comunicação deve ser prioridade para os movimentos social e sindical, pois atinge em cheio o capital privado. Posicionamento compartilhado pela coordenadora geral da FNDC (Fórum Nacional pela Democratização da Comunicação), Renata Mielli, que também destacou que os grande meios de comunicação impõem discursos preconceituosos, muitas vezes sutis, além de marginalizar os movimentos social e sindical, que estão ao lado do povo, por um Brasil mais justo. 

Fonte: Bancários da Bahia

0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.