Sidebar

24
Dom, Mar

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

Metalúrgicos da Bahia promoveram na manhã desta terça-feira (2) um protesto no pátio da empresa Ferbasa, a maior do segmento de ferro e liga. A empresa fica situada no município de Pojuca.

A categoria protesta contra a postura indiferente da empresa diante das reivindicações dos trabalhadores relacionadas às condições de trabalho e à campanha salarial.

“São mais de 1,3 mil trabalhadores e trabalhadoras que não têm direito ao café da manhã, uma prática comum nas empresas da região. Com assento no sindicato patronal, a Ferbasa dificulta as negociações e se nega a discutir nossas reivindicações da campanha salarial”, afirmou Matias Batista de Souza, dirigente do Sindicato dos Metalúrgicos da Bahia. 

1 metal ferbasa3

A empresa oferece apenas 2% de reajuste salarial, enquanto os trabalhadores reivindicam 8% sobre os salários e demais benefícios; piso profissional de R$ 1.560,00; cesta básica de R$358,00, de acordo com o valor medido pelo Dieese, entre outros pontos. A estimativa de inflação para o período da data-base da categoria é de 2,56%.

Outra reclamação da categoria se refere ao desconto do plano de saúde. De acordo com o sindicalista, o trabalhador chega a comprometer cerca de 30% a 40% do salário na utilização do plano familiar.

"O plano de saúde está espoliando o trabalhador. Os descontos são tão altos que quando utilizado pela família chega a comprometer mais de 1/3 do salário”, revelou ao completar: “É lamentável que em pleno século 21 a empresa não reconheça e valorize a alta lucratividade que o empenho dos funcionários proporciona”, lamentou o dirigente.

Cinthia Ribas - Portal CTB

 

0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.