Sidebar

19
Sex, Jul

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

Os servidores estaduais da Saúde e o Sindicato dos Trabalhadores em Saúde do Estado da Bahia (Sindsaúde-Ba) decidiram aderir à paralisação de 24 horas dos servidores públicos do Estado, nesta quinta-feira (6/4), com ato no Centro Administrativo da Bahia (CAB).

Os trabalhadores protestam contra as reformas da previdenciária e trabalhista, a terceirização irrestrita e outras propostas de retirada de direitos em discussão no Congresso Nacional contra os trabalhadores.

O Ato é convocado pela Federação dos Trabalhadores Públicos do Estado da Bahia (Fetrab) e contará com a participação de diversas categorias. As entidades não aceitam a postura intransigente do governador Rui Costa que sequer chamou as entidades para negociar. Muitos servidores já se encontram com salário base abaixo do mínimo. A situação dos servidores da Saúde é ainda mais dramática, pois a categoria vem acumulando perdas de direitos, através de medidas perversas praticadas pelo governo do estado nos últimos dois anos.

Os servidores amargam perdas de mais de 18% em três anos e os servidores já declararam que não vão abrir mão do reajuste salarial 2017. As entidades não vão aceitar mais esta medida desrespeitosa e perversa promovida pelo gestor estadual, que vem retirando direitos e confiscando o salário dos trabalhadores.

Fonte: Sindsaúde BA 

 

0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.