Sidebar

18
Ter, Jun

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

A semana será decisiva para barrar a tentativa de golpe contra a democracia e o mandato da presidente Dilma Rousseff. Os movimentos sociais devem tomar as ruas de todo o país para mostrar à população os verdadeiros objetivos daqueles que defendem o impeachment da presidente mesmo sem que tenha havido crime. Em Salvador não será diferente, a Frente Brasil Popular e a Frente Brasil sem medo estão convocando uma jornada nacional de paralisações para a próxima sexta-feira (15/4), que culminará com um grande ato político e cultural a partir das 15h, no Campo Grande.

Outras ações marcam também a semana. Nesta quarta-feira (13/4), o pessoal da educação fará um ato em defesa da democracia a partir das 16h, no Colégio Central, em Nazaré. O evento deve reunir alunos, pais, professores e todo o corpo escolar para defender o Estado Democrático de Direito e o respeito à soberania popular.

A sexta (15) será de paralisações em diversas categorias. A CTB está orientando que os sindicatos classistas mobilizem os trabalhadores e parem as atividades de forma total ou parcial durante o dia. Depois todos devem participar do ato que acontece no Campo Grande a partir das 15h.

A FPB e a FPSM estão organizando também uma vigília em defesa da democracia, que acontecerá no domingo, a partir das 9h, no Farol da Barra. A ideia é reunir todo o movimento social e popular para acompanhar a votação do impeachment na Câmara dos Deputados. 

Fonte: CTB-BA

0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.