Sidebar

24
Dom, Mar

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

A reforma da previdência e trabalhista tem tirado o sono de muitos trabalhadores em todo Brasil. Em protesto às propostas do Governo Temer os trabalhadores foram às ruas na sexta-feira (28). A Greve Geral parou não só a indústria, como também o comércio, correios, agências bancárias e setores públicos.

Em Camaçari, a maior manifestação ocorreu no centro da cidade, organizada pelo Sindicado dos Metalúrgicos, CTB, CUT que após fechar as principais rodovias da região caminharam em manifestação pacífica no centro da cidade. Um dos principais gritos durante o ato foi o FORA TEMER.

camacari ruas2

“Basta apenas o povo se conscientizar e partir para luta para começar a modificar a realidade à sua volta. Mas, enquanto insistir no comodismo, vai ficar difícil mudar o mundo ao nosso redor. Por exemplo: durante uma greve, tem trabalhador que prefere dar benção ao capeta do patrão do que participar de uma assembleia com seus colegas e lutar pelos seus direitos. Aí, fica difícil”, ressalta o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos,Júlio Bonfim.

Ele ainda avalia: “É complicado ver tanta gente sair às ruas no Carnaval, ir atrás de um trio elétrico, apesar de tanta violência, mas se “esconder” na hora de se envolver na luta por melhores condições de trabalho, participando das mobilizações do chão de fábrica”. A manifestação reuniu uma multidão de trabalhadores e fechou todo o comércio do centro da cidade.

camacari julio

Fonte: Nossa Metrópole

0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.