Fonte

Trabalhadores e trabalhadoras de todo o Brasil estão com as malas prontas para participar do 4º Congresso Nacional da CTB, que acontece entre os dias 24 e 26 de agosto, em Salvador.

“A delegação paraibana é composta por 16 mulheres e 12 homens, que representam trabalhadores rurais, portuários, comerciários, servidores públicos estaduais, federais e municipais, saúde e educação”, revelou José Gonçalves, presidente da CTB Paraíba.

De acordo Gonçalves, os sindicalistas têm grande expectativa para os debates que serão realizados durante o Congresso, que deve reunir 1,2 delegados e delegadas do campo e da cidade. Para ele, o debate deve apontar o caminho a seguir.

“A expectativa é sairmos mais conscientes da grande empreitada política que teremos pela frente. Devemos focar a denúncia nos deputados e senadores que estão votando contra os trabalhadores e derrotá-los nas eleições de 2018. Mas apenas isso não basta, precisamos discutir no movimento sindical, quais os nomes de sindicalistas que possamos apresentar como alternativas a essas eleições. A situação que atravessamos é consequência de um congresso extremamente conservador e reacionária e neste sentido, precisamos inovar e mudar essa realidade”, afirmou Gonçalves. 

Para ele, a CTB tem trilhado o caminho correto: do avanço e da unidade. Prova dessa afirmação, é o vertiginoso crescimento da Central. Com apenas 10 anos de existência a CTB é considerada a Central que mais cresce no Brasil.

“Pensamos de forma ampla e com isso, agregamos mais entidades e pessoas nas lutas. Afinal, nenhuma outra central foi tão ousada enquanto a CTB de puxar a luta pelo Fora Temer e eleições Diretas Já! e ao mesmo tempo nos contrapormos a essas reformas. Com essa postura os sindicatos observaram a nossa diferença na teoria e na prática. No Estado, repetimos a dose da nacional, seguimos a orientação e logramos êxito”, destacou o sindicalista paraibano.

No panorama estadual, Gonçalves destaca as conquistas obtidas na última gestão. Na opinião do sindicalista, a linha política adotada pela direção favorece esse crescimento, como a preocupação com a formação sindical.

“Durante esses 4 anos realizamos muitos cursos de formação com a participação de em média 500 sindicalistas, através de uma parceria entre o Centro Nacional de Estudos Sindicais (CES) e a Secretaria de Formação Sindical da CTB nacional. Essa mentalidade tem aproximado os sindicatos”, revela Gonçalves que destaca também o crescimento estadual.

“Chegamos a 105 sindicatos filiados e uma Federação, que refletiu em um congresso estadual altamente representativo. Participaram 207 sindicalistas, sendo 110 mulheres e 97 homens, com forte presença da juventude. É o reflexo do avanço da CTB PB, que hoje atua todas as regiões do Estado, com 16 Coordenações Regionais. Nosso saldo é positivo, percorremos um longo caminho, mas precisamos avançar em outros setores, especialmente na disputa de sindicatos ancoras para fortalecer o nosso trabalho”, finalizou o presidente estadual.

Cinthia Ribas - Portal CTB