Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

As trabalhadoras e os trabalhadores rodoviários de Manaus entram no quarto dia de greve com adesão crescente. "Apesar da pressão da Justiça do Trabalho, os rodoviários mantêm-se firmes na resistência aos desmandos da reforma trabalhista que os empresários dos transportes querem impor", afirma Isis Tavares, presidenta da CTB-AM.

rodoviarios manaus greve isis tavares

Já Givancir Oliveira, presidente do Sindicato dos Rodoviários de Manaus, diz que "nós estamos há dois anos sem reajuste, sem qualquer proposta deles. A greve continua até que os patrões sentem à mesa para negociar". De acordo com ele, os rodoviários reivindicam 3,5% de  reajuste, além do dissídio coletivo 2018-2019, o fim dos constantes atrasos nos salários e mais segurança, entre outras propostas

Portal CTB

 

 

0
0
0
s2sdefault