Fonte

Em Belém do Pará, mais de 9 mil pessoas foram às ruas no Dia Navional de Luta contra a Reforma ds Previdência, com muita unidade e garra, cantando palavras de ordem e falando no som do trio elétrico as manifestações em defesa dos direitos trabalhistas.

A movimento é convocado pelas centrais sindicais e entidades do movimento social (MST, UBM, UNE, UJS, UBES), dezenas de sindicatos - Sindifepa, Sindiforte, SEPUB, Sindicato das Trabalhadores domésticas, Sindicato da Construção Civil de Barcarena, de Castanhal, de Belém, Sindicato dos Bancários, SINTEPP, Sincort entre outros.

José Marcos Araújo, presidente da CTB Pará, revela que a mobilização recebeu o apoio da população. "Por onde passamos recebemos manifestações de apoio. Mesmo em locais, onde antes tínhamos rejeição, as pessoas saudavam a marcha. Transeuntes nos aplaudiam ao longo da caminhada e faziam sinal de positivo. Mesmo quando a passeata interrompeu o fluxo e as atividades por quase uma hora. Foi fundamental esse apoio demonstrado ao movimento", afirmou.

ato belem previdencia

O ato iniciou na Av. Presidente Vargas e caminhou pelas ruas da cidade chegando ao final da manhã em frente da assembleia legislativa do Pará onde foram recebidos pela direção da ALEPA e tiveram o compromisso de que na terça-feira o documento das Centrais, reivindicando que o parlamento estadual recomende a bancada dos deputados federais paraense votem contra a reforma da previdência e na defesa dos direitos da sociedade, que será levado à votação pelo plenário da Casa.

A secretária-geral da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil no Pará (CTB-PA), Márcia Pinheiroa o ato cumpriu seu papel. "Todas as centrais sindicais unidas fizeram uma linda manifestação para mostrar que o povo brasileiro é contra essas reformas desse governo", diz.

ato belem previdencia4

ato belem previdencia5

 

Portal CTB com CTB Pará