Sidebar

15
Seg, Jul

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

Jacob Barata sendo conduzido pela Polícia Federal (Foto: Wilton Júnior)

A Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil, seção Pará (CTB-PA) denuncia e condena as práticas antissindicais da empresa Belém-Rio de transporte público em Belém, que tem como um de seus proprietários o empresário do Rio de Janeiro, o senhor Jacob Barata, preso na operação que apura crimes e lavagem de dinheiros no governo de Sérgio Cabral.

A Belém-Rio demitiu três dirigentes sindicais de bases do Sindicato dos Rodoviários do Pará, após eles participarem de uma paralisação no último dia 12 de dezembro de 2017.

O Sindicato dos Rodoviários do Pará denunciou, na paralisação, os abusos daquela empresa contra seus dois mil trabalhadores rodoviários impondo um trabalho na base da pressão, onde eles eram obrigados a assinarem "vales em branco" nos casos de acidentes de trabalho, com cobrança do trabalhador; a reposição de peças e pneus sem perícias técnicas; a rejeições dos atestados médicos apresentados pelos trabalhadores e a transferência ao trabalhador rodoviário dos pagamentos das multas de trânsitos. O sindicato denunciou ainda a prática de assédio moral e até sexual naquela empresa e o não cumprimento dos intervalos da jornada de trabalho e a garantia de registro das ocorrências policiais na delegacia mais próxima da ocorrência de assaltos aos ônibus.

A resposta autoritária da empresa do senhor Barata foi, mais uma vez, reafirmar o autoritarismo e arrogância quando, em vez de conversar com os trabalhadores, na busca de uma condição digna de trabalho, procura atacar a organização dos rodoviários, demitindo os diretores que ousaram seguir junto com a categoria e sob comando do Sindicato, na luta por fim dos abusos.

A CTB reafirma que está e estará ao lado dos trabalhadores e trabalhadoras rodoviários e do combativo Sindicato dos Rodoviários do Pará, denunciando às autoridades competentes e participando de todas as formas de luta para que cesse as arbitrariedades naquela empresa e pela readmissão dos seus diretores.

- pelo fim do abuso na Belém Rio;
- Pelo fim do assédio e de práticas antissindicais na empresa Belém Rio;
- Pela readmissão imediata dos diretores do Sindicato: Anderson Barreto, Valneize Lobo e Elson Silva;
- Em defesa do Sindicato dos Rodoviários do Pará.

Belém, 19 de dezembro de 2017.

Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil, seção Pará

Cleber Rezende Antônio Aquino, presidente

Antonio Aquino, secretário-geral

0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.