Sidebar

21
Dom, Abr

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

Na última sexta-feira, 12 de abril de 2019, em Xinguara, sul do Pará, foi realizada pela Ordem dos Advogados do Brasil – OAB/PA e subseção de Xinguara a homenagem à memória do Frei Henri Burin des Roziers. Henri teve destacada atuação como advogado dos trabalhadores rurais e camponeses no sul do Pará, na Comissão Pastoral da Terra – CPT, dedicando sua vida na luta pela paz, a justiça, a verdade, o direito e no combate ao trabalho escrevo.

O evento celebrou as realizações e os significados de Frei Henri “para nós, os defensores dos direitos humanos no Pará, sua luta e depois suas cinzas adubam o viveiro da esperança dos sonhos de outro mundo mais justo e igualitário, reforçando na atual conjuntura adversa, a necessária luta por justiça e paz no campo paraense”, reafirmou o presidente da CTB/Pará e advogado Cleber Rezende.

Frei Henri atuou na condenação dos assassinos dos líderes sindicais João Canuto, morto em Rio Maria (PA) em 1985, e de seu sucessor, Expedito Ribeiro de Sousa, assassinado em 1991.

Na solenidade do II Prêmio Frei Henri des Roziers de Direitos Humanos, realizada às 19h00 dia 12/04, no auditório do Sintepp Xinguara, premiou três personalidades que se descaram na defesa dos direitos humanos, o advogado e professor Adilar Daltoé, a agente da Pastoral da Terra, Ana de Souza Pinto e advogado Walmir Brelaz. Momento de muitas emoções ao relembrar o frade dominicano que viveu no Brasil de 1979 a 2013.

0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.