Sidebar

16
Ter, Jul

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

As Centrais Sindicais no Pará (CTB, UGT,CUT, NCST, FS, CSP/Conlutas, Intersindical e CSB) em parceira com OAB, AMATRA8, FBP e FPSM realizam na próxima sexta-feira,10 de novembro, o dia nacional de mobilizações  contra a reforma trabalhista. A concentração será às 8h no TRT8ª Região na Praça Brasil e seguirá em caminhada até o mercado do Ver-O-Peso.  A atividade no Pará faz parte das ações nacionais em defesa dos direitos da classe trabalhadora.

De acordo com Cleber Rezende, presidente da CTB-PA, a reforma trabalhista, que passa a vigorar a partir do sábado (11/11), é fruto da intransigência do presidente Michel Temer que não dialoga com as centrais sindicais e governa contra os interesses nacionais. O governo tem promovido um verdadeiro desmonte do Estado, intensificado com as privatizações das estatais e fragilização das condições de trabalho e aumento o desemprego”, argumentou Rezende.

O dirigente destaca que o movimento nacional está unificado no estado. “São medidas que atingem a todos: dos operários do chão de fábrica aos magistrados do trabalho. Portanto, devemos resistir a todo custo a essas medidas impopulares e maldosas para a classe trabalhadora brasileira.

O presidente da CTB Pará alerta que é preciso ir além das mobilizações. “Precisamos alertar a população sobre o que esconde as reformas de Michel Temer. A hora é de organização e de unidade em defesa dos direitos e dos interesses do nosso povo, da nossa soberania nacional, defesa da Amazônia, do pré-sal, das políticas públicas e da garantia de direitos e contra os cortes no orçamento nas áreas sociais como educação e saúde, do sistema único de saúde – SUS para evitar sua maior precarização, o que levará maiores dificuldades para o povo”, afirmo o sindicalista.

Para Cleber Rezende, “os trabalhadores brasileiros e o movimento sindical atravessam um momento de grandes desafios, que na visão da CTB-Pará se traduz como resultado do golpe ocorrido em 2016 e leva o Brasil amargar nova onda de privatizações, desemprego alarmante, avanço da precarização, trabalho escravo e fim das conquistas sociais. Nosso objetivo é fortalecer o dia 10 de novembro, em defesa dos direitos da classe trabalhadora e do nosso povo”.

Portal CTB com informações CTB Pará

 

0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.