Fonte

Lideranças das principais centrais sindicais (CTB-CUT-Força Sindical-UGT-Nova Central-CSP-Conlutas-CSB) estão reunidas nesta sexta-feira (18), na sede da CTB nacional, em São Paulo, para avaliar a difícil conjuntura política após denúncias contra Michel Temer, e também construir os próximos passos da resistência. 

Em destaque na pauta, a centralidade da marcha da classe trabalhadora a Brasília programada para o dia 24/05. O ato foi convocado pelas centrais sindicais logo após a greve geral do dia 28 de abril e é mais uma etapa da luta trabalhista contra as reformas trabalhista e previdenciária.

Com o escândalo envolvendo a presidência da República, a tramitação das reformas no Congresso foi suspensa e o desenrolar dos fatos exigirá um posicionamento do movimento sindical.

Representam a CTB o presidente nacional, Adilson Araújo, o vice-presidente Nivaldo Santana, o secretário-geral, Wagner Gomes, a secretária Gilda Almeida e o secretário Rogério Nunes. 

Em breve, mais informações.

centrais-dd.jpg

Portal CTB