Sidebar

16
Qua, Jan

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

Com o slogan “Mulheres nas ruas por liberdade, autonomia e democracia para lutar”, as centrais sindicais definiram um ato unificado em São Paulo. A concentração ocorre às 16h no vão do Masp, na avenida Paulista.

A manifestação do Dia Internacional da Mulher, nesta terça-feira (8), pretende caminhar até a Praça da República empunhando as bandeiras definidas pelas centrais para a conquista de igualdade de gênero.

Nas ruas as bandeiras defendidas serão a legalização do aborto, o combate à violência contra a mulher, contra o ajuste fiscal promovido pelo governo e também contra a reforma da Previdência.

A secretária da Mulher Trabalhadora da CTB-SP, Gicélia Bitencourt, informa que terão destaque as questões das mulheres negras que “estarão na frente da marcha” e das transexuais. Também será denunciada a violência contra as religiões de matriz africana.

Leia mais

ONU Mulheres lança no Brasil a pesquisa “Precisamos falar com os homens"

Por que os conservadores temem tanto o debate de gênero na escola?

Mulheres prometem sair às ruas para defender a igualdade de gênero

“As mulheres transexuais vivem em constante situação de vulnerabilidade por serem discriminadas pela sociedade e pelo mercado de trabalho, sendo forçadas a trabalhos degradantes muitas vezes”, diz Gicélia.

Ela lembra que, de acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), as mulheres ainda recebem cerca de 25% a menos que os homens em mesmas funções. “Essa distorção revela o machismo do mercado de trabalho, que relega às mulheres remunerações mais baixas, mesmo quando elas têm mais estudos que os homens”.

Para a sindicalista, as mulheres tomarão as ruas mais uma vez para exigir mais mulheres no poder. “A luta pela emancipação feminina é uma das principais para o avanço da democracia brasileira e melhoria de vida da classe trabalhadora com mais mulheres no poder, respeitando a cota mínima de 30% de candidatas”.

Serviço

Ato Dia Internacional da Mulher

Mulheres nas ruas por liberdade, autonomia e democracia para lutar

Dia 8 de março

Concentração no vão do Masp (av. Paulista), às 16h

Caminhada até a Praça da República

Marcos Aurélio Ruy – Portal CTB

0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.