Sidebar

12
Qua, Dez

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

Durante o ato do 1º de Maio da Resistência nesta terça-feira, em São Paulo, o secretário-geral da CTB, Wagner Gomes, denunciou o golpe contra Dilma Rousseff e as perdas que se seguiram nestes quase dois anos desde o seu afastamento em 31 de agosto de 2016.

"Esse golpe não tem nada a ver com pedalada. Este golpe tem tudo a ver com o projeto de governo iniciado por Luiz Inácio Lula da Silva. A elite nunca admitiu que o governo do Brasil estivesse nas mãos de uma frente partidária que defendesse a camada mais humilde da população, a soberania nacional e os trabalhadores". 

É o que comprovam os cortes de investimentos sociais, a aprovação da reforma trabalhista, o fim da valorização salarial e da autonomia internacional: "O país voltou a andar de joelhos para as superpotências". Gomes alertou sobre a importância das eleições para eleger parlamentares comprometidos com a luta popular.

Assista:

Portal CTB - vídeo: Cris Oliveira - foto: Joanne Mota

0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.