Sidebar

26
Ter, Mar

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

Na véspera de entrar em vigor a nova lei trabalhista, as centrais sindicais e movimentos sociais realizaram no centro de São Paulo um ato de protesto ao mais perverso retrocesso nos direitos sociais e trabalhistas que se tem notícia no país.

Em diversos estados brasileiros, a classe trabalhadora foi às ruas marcar posição diante da violenta precarização nas relações de trabalho imposta pela nova lei. A rigor, a mudança na legislação joga por terra conquistas de décadas no país e lança os trabalhadores brasileiros que estão empregados em um mar de incertezas.

Em discurso na Praça da Sé, o presidente da CTB, Adilson Araújo, denunciou o "maior assalto à classe trabalhadora" e os outros "assaltos" praticados pelo governo Temer. "Eles querem liquidar os direitos da CLT e os consagrados na Constituição federal. A classe trabalhadora não deve ter medo. Não vamos admitir que os patrões submetam os trabalhadores a condições insalubres".

Araújo reafirmou que é preciso resistir. "O movimento sindical está sofrendo um severo ataque e vamos ter de fortalecer nossa unidade".  

No novo cenário, os funcionários perderam as garantias que possuíam e os patrões ganharam instrumentos legais para otimizar seus ganhos e lucros explorando o trabalho da forma que melhor lhe convier - o que significa impor condições piores aos seus funcionários.

"Hoje é um dia que marca a história do Brasil de maneira muito negativa. A partir de amanhã viveremos em um Brasil que não respeita mais leis e não valoriza o trabalho e submete os trabalhadores ao trabalho análogo ao escravo. Vamos fazer a resistência e mudar este cenário nefasto", afirmou Raimunda Gomes, secretária de Comunicação da CTB.

O Sindicato Municipal dos Educadores da Infância (Sedin) marcou presença no ato e denunciou os cortes impostos pelo governo à educação e à desestruturação promovida na área em todo o país. 

Dirigentes das principais centrais sindicais brasileiras compareceram à manifestação, que deixou a Praça da Sé perto do meio dia e seguiu em caminhada para avenida Paulista. Confira a galeria de fotos no Portal CTB. 

 

Portal CTB

0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.