Sidebar

10
Seg, Dez

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

Na tarde desta terça (4), na Sede do Sindicato dos Metalúrgicos de São Paulo, sindicalistas, pesquisadores e acadêmicos para discutiram os encaminhamentos da pesquisa feita desde o início de 2017 no Arquivo Nacional (Acervo Sistema Nacional de Informação) e no arquivo do Ministério do Trabalho.

"O encontro discutiu o futuro desse acervo de informações e a importância dela para a memória e as lutas futuras", destacou o dirigente nacional da CTB, Rogerio Nunes, que participou da reunião.

Ele destaca que com "o anúncio a extinção do Ministério do Trabalho. Qual o destino do arquivo histórico?", questionou.

whatsapp image 2018 12 04 at 16.52.20 1

Ao longo da reunião os presentes avaliaram que, embora muito maltratado, o acervo é fundamental para entender o processo de construção do mundo do trabalho nas últimas oito décadas, bem como as relações capital-trabalho, o papel do Estado, do setor patronal e das entidades sindicais.

"O momento é esse. Mais que nunca, é necessário que as entidades dos trabalhadores, seus sindicatos e Centrais, historiadores, arquivistas, cientistas sociais, centros de memória e associações de pesquisa juntem suas forças para as tarefas de verdade, memória, justiça e reparação", destacou Sebastião neto, coordenador do projeto Intercâmbio, Informações, Estudos e Pesquisas (IIEP).

Portal CTB

 

0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.