Sidebar

12
Qua, Dez

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

Entre 10h e meio dia, nesta terça-feira (31), entidades realizaram um ato contra a Medida Provisória 844, do saneamento básico, na Assembleia Legislativa de São Paulo (Alesp), neste Dia Nacional Contra a MP do Saneamento, que está sendo lembrado em pelo menos 15 capitais.

Rene Vicente, presidente da CTB-SP e do Sintaema (Sindicato dos trabalhadores de água, esgoto e meio ambiente), representou a categoria e denunciou a manobra do governo em baixar uma MP que atende a demandas de grandes corporações e facilita a entrada da iniciativa privada no saneamento básico, colocando em risco a prestação destes serviço, sobretudo, nas regiões que não são rentáveis para as empresas.

Cerca de 300 pessoas lotaram a assembleia, que reuniu representantes de entidades nacionais e estaduais contra a MP. 

A data foi articulada e convocada pela Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental (ABES), junto com a Associação Brasileira das Empresas Estaduais de Saneamento (AESBE), Associação Brasileira de Agências de Regulação (Abar) e a Associação Nacional dos Servidores Municipais de Saneamento (Assemae).

Pernambuco

O tema também entrou em debate na Assembleia Legislativa de Pernambuco (Alepe), nesta terça-feira (31), com o intuito de esclarecer a sociedade sobre as consequências da MP para o setor no País.

O debate acontece no dia seguinte ao encontro da Comissão de Meio Ambiente e Sustentabilidade da Alepe (CMAS), nessa segunda-feira (30), com participação do deputado estadual Zé Maurício (PP), à frente do colegiado, com o presidente da Aesbe, Roberto Tavares, além da deputada Laura Gomes (PSB) e o presidente da Abes-PE, Sérgio dos Santos.

Em breve, cobertura dos atos em outros estados pelo país.

Portal CTB

0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.