Sidebar

18
Sex, Jan

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

Nesta quarta-feira (30), o Sindicato inicia o Plebiscito sobre a privatização e as terceirizações no metrô público de São Paulo.

O objetivo é realizar uma ampla consulta pública e diálogo com a população. De acordo com o sindicato, o governador Geraldo Alckmin (PSDB) se aproveita do momento de crise nacional para desmontar o metrô público estatal, favorecendo empresários e monopólios.

"A partir das 16h, a categoria metroviária vai realizar um ato contra o treinamento de Agentes de Segurança para operarem trens. Isto se configura como prática antissindical e irreponsabilidade da empresa, que coloca a população em risco. Os Operadores de Trem recebem um extenso treinamento e, agora, o Metrô, a mando de Alckmin, quer que seguranças realizem a função. Vamos protestar também contra as demissões que a empresa tem praticado como forma de retaliação e ataque às lutas dos trabalhadores", destacou a entidade em nota.

A concentração terá início às 15h, na estação Sé e depois haverá caminhada até o Edifício Cidade II, sede administrativa do Metrô.

Fonte: Sindicato dos Metroviários de SP

0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.