Sidebar

18
Sex, Jan

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

Reunidos em assembleia, na noite da última terça-feira (02), os metroviários e metroviárias de São Paulo aprovaram a realização de uma paralisação de 24h contra o aumento da jornada de trabalho. Uma nova assembleia será realizada na quinta-feira (04) para ratificar a decisão e organizar o movimento.

A decisão da categoria foi motivada pela postura da empresa, que apesar de se declarar favorável ao intervalo de meia hora, tenta implantar a alteração para uma hora de forma autoritária, aumentando a jornada e provocando muitos transtornos aos metroviários.

De acordo com o Sindicato, a medida já tinha sido discutida e levada à justiça (confira no link abaixo). “A sentença do juiz não autoriza nenhuma alteração de escala, não determina horário de entrada ou saída, não autoriza o Metrô a fazer mudança de escala e não determina horário de intervalo entre a 4ª e 6ª hora. Portanto, o Metrô está cometendo vários abusos”, declarou o Sindicato em nota.

Metroviários se mobilizam contra mudança na escala de trabalho

Em nota, a entidade reforça que sempre lutou pela manutenção dos 30 minutos e propôs ao Metrô que momentaneamente o intervalo de uma hora ocorresse dentro das jornadas atuais. 

 

Portal CTB com Sindicato dos Metroviários

0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.