Sidebar

23
Qui, Maio

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

Após os trabalhadores dos Correios de Sorocaba aprovarem estado de greve, a empresa decidiu apresentar soluções para as reivindicações da categoria. A reunião para apresentar as propostas foi realizada no último dia 31 de janeiro entre dirigentes do Sindicato dos Correios de São Paulo e representantes do Postal Saúde e da Diretoria Regional - DR/SPI. Uma nova reunião foi agendada para 30 dias.

Durante a reunião, o diretor regional do interior aceitou debater as reivindicações da categoria e afirmou que quer fortalecer as relações entre a DR-SPI e o Sintect-SP em busca de melhorias nas condições de trabalho para os trabalhadores no interior. O DR /SPI explanou sobre o DDA e a entrega matutina. Deixou claro que a entrega matutina será adiantada em todo o interior de São Paulo, o que corresponde à reivindicação do Sindicato e da categoria, que exigem a implantação imediata e universal da entrega pela manhã, com a devida reorganização da estrutura interna da empresa para garantir seu bom funcionamento.

O Sintect-SP declarou que é contrário ao DDA, vez que ele não representa nenhuma melhoria para os carteiros, nem para os clientes dos Correios. "O DDA representa, para os carteiros, aumento da quantidade de objetos postais a ser entregue por dia. A sobrecarga de trabalho causa danos à saúde dos trabalhadores. Para a melhoria das condições de trabalho, diminuição de afastamentos médicos, melhor atendimento dos clientes da ECT, o Sintect-SP reivindica contratação de servidores por concurso público e a implantação da Entrega Matutina em todas as unidades.", afirmou Elias Cesário (Diviza), presidnete do Sintect-SP.

Nesse sentido, ficou acertado com os dirigentes do Postal Saúde, a volta imediata do atendimento no Hospital Samaritano. Além disso, ficou o compromisso de acerto rápido com os demais hospitais da região. Quanto ao atendimento ambulatorial, o Sindicato solicitou que o Postal Saúde ofereça ao menos 3 opções em cada especialidade médica.

Para os sindicalistas, o resultado da reunião foi positivo, "pois a direção da ECT e o novo presidente da Postal Saúde trouxeram respostas concretas e favoráveis às reivindicações da categoria de Sorocaba e Região. Além disso, ficou estabelecido que em 30 dias haverá nova Reunião com o Sintect-SP para avaliar os encaminhamentos dessa reunião".

"Esperamos que a DR-SPI e o Postal Saúde tenham bom senso para garantir os compromissos assumidos e, com isso, a categoria não seja obrigada apelar para a greve novamente", afirmou Diviza.

A proposta de greve foi aprovada pelos trabalhadores de Sorocaba no dia 18 de janeiro. A categoria decidiu ir à luta por melhorias imediata no convênio médico , sobretudo o atendimento em hospitais e consultórios, e pela implantação da entrega matutina, e marcaram greve a partir de 01 de fevereiro.

Portal CTB com Sintect-SP

 

0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.