Sidebar

25
Seg, Mar

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

O Sindicato dos Metroviários de São Paulo ganhou na Justiça o direito de representar oficialmente os trabalhadores e trabalhadoras da Linha 4-Amarela, administrada pela concessionária ViaQuatro.

A luta política e judicial do sindicato para que a ViaQuatro acatasse a representação sindical dos funcionários já vinha há mais de seis anos, com mediação do Ministério do Trabalho (MTb). 

Em audiências ao longo do processo, a ViaQuatro se esquivou de diversas reuniões, afirmando que discute as reinvindicações laborais junto ao Sindecrep, que é o sindicato dos empregados de empresas concessionárias do ramo de rodovias e estradas.

A sentença o TST é uma grande vitória da unicidade sindical que defendemos. É de extrema importância que a categoria tenha todas as linhas no mesmo sindicato. Isso vai dar mais força aos companheiros da Linha 4 e ao sindicato dos metroviários

O Sindicato dos Metroviários, no entanto, argumentou ser o verdadeiro representante dos trabalhadores da L4, já que eles integram a categoria dos metroviários.

Nesta quarta-feira (4), o presidente dos metroviários, Wagner Fajardo, comemorou a decisão da Justiça, que ainda pode receber recurso, mas cuja decisão já está válida a partir de hoje.

"Acabamos de participar do julgamento do nosso recurso de revista sobre a representação dos metroviários da linha 4. A decisão por unanimidade, determinou que a representação oficial dos trabalhadores da Linha 4 é do Sindicato dos Metroviários de SP", afirmou. 

O metroviário e secretário-geral da CTB, Wagner Gomes, diz que o governo Alckmin, junto com as concessionárias que estão operando o metrô, tentaram desde o primeiro momento que o sindicato dos metroviários não representasse a linha-4.

"E eles irão vão fazer a mesma tentativa em outras linhas que construírem nas parceiras privadas. Então, a sentença o TST é uma grande vitória da unicidade sindical que defendemos. É de extrema importância que a categoria tenha todas as linhas no mesmo sindicato. Isso vai dar mais força aos companheiros da linha 4 e ao sindicato dos metroviários", afirma Gomes. 

Portal CTB 

0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.