Fonte

Em reunião nesta quarta-feira (17), as centrais sindicais (CTB, CUT, UGT, Nova Central, Força Sindical, Intersindical, CGTB, CSB, CSP-Conlutas) fecharam os últimos detalhes rumo à grande marcha da classe trabalhadora, em Brasília, no dia 24 de maio.

Com as bandeiras "em defesa da Previdência Social e dos direitos trabalhistas", a 9ª Marcha unificada das centrais espera cobrir Brasília com mais de 100 mil trabalhadores e trabalhadoras. "As centrais estão empenhadas em construir a marcha em Brasília. Tal como foi o 28 de abril, o dia 24 de maio confirmará que o povo não aceita as reformas propostas por Michel Temer", ressaltou o secretário-geral da CTB, Wagner Gomes.

CTB convoca classe trabalhadora para grande marcha da classe trabalhadora no dia 24/05; #OcupeBrasília

"Vivemos um período importante e a unidade na palavra de ordem galvanizou a luta em curso. O movimento sindical brasileiro está unificado contra o fim da aposentadoria, dos direitos trabalhistas e contra a terceirização. É essa unidade que construiu o dia 15 e 31 de março grandes jornadas nacionais de luta e o dia 28 de abril, a maior greve geral já realizada no Brasil", avaliou Nivaldo Santana, vice-presidente da CTB.

Nivaldo destacou o empenho geral do movimento sindical e dos movimentos sociais em torno da marcha no dia 24 de maio. "Temos convicção que repetiremos esses resultados com a marcha em Brasília. E se o governo Temer não recuar com as reformas, colocaremos na ordem do dia uma nova greve geral em defesa dos direitos", avisou.

Serviço:

Dia 24 de maio - 9ª Marcha da Classe Trabalhadora em Brasília

   Concentração a partir das 11h no Estádio Mané Garrincha.

Portal CTB