Sidebar

10
Seg, Dez

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

Com a entrada da agenda da Câmara do debate sobre a privatização da Eletrobras, a CTB junto com os movimentos sociais programa ampla agenda de luta contra esse ataque que fere nossa soberania e priva o país de mais um setor estratégico e que poderia alavancar nossa economia.

Veja aqui 7 motivos para lutar contra a privatização da Eletrobras.

1 - A PRIVATIZAÇÃO SERÁ BOA PARA A NOSSA ECONOMIA?

MENTIRA

Além De destruir um patrimônio público vital para o país, com a privatização da Eletrobras poderemos ver mais um setor estratégico para o avanço do país dado de bandeja ao capital internacional.

Esse é um ataque frontal a nossa soberania. A Eletrobras é a maior produtora dessa energia junto a Itaipu (que por hora será poupada de privatização).

Hoje, o governo atua no sentido de sucatear a empresa o quanto pode, demitindo milhares de trabalhadores, justamente para forjar uma justificativa para a privatização.

2 - SE PRIVATIZAR A TARIFA VAI CAIR?

MENTIRA

O histórico das privatizações no país já comprovou que nenhuma iniciativa neste sentido teve como foco a melhora de vida do nosso povo.

Com a privatização da Eletrobras, as hidrelétricas mais antigas que vendiam energia a preço de custo serão adequadas às vontades do mercado. A justificativa foi apresentada pelo diretor-geral da Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL), Romeu Rufino, que disse que seria preciso não renovar as concessões às distribuidoras de energia e reajustar as tarifas antes de privatizar a empresa, somente para atrair empresários, convencer eles de que seus lucros serão bons em cima de cobrança de tarifas muito superiores, extorquindo da população que necessita de energia elétrica nas suas casas. Isso, por si só, já é inaceitável.

3 - A PRIVATIZAÇÃO É PARA GARANTIR QUE REGIÕES COMO O NORTE E NORDESTE NÃO FIQUEM SEM ENERGIA.

MENTIRA

O aumento das tarifas certamente será generalizado. Porém, nas regiões mais ao Norte do país, como em Manaus, a população depende de formas mais caras de produção de energia elétrica, como termelétricas. Isso implicará que o aumento das tarifas será ainda mais elevado.

Está claro que com a privatização a LUZ SERÁ PARA POUCOS.

4 - IRÁ COMBATER A PRECARIZAÇÃO DO TRABALHADO E GERAR MAIS EMPREGO

MENTIRA

E o que a privatização faz? Prioriza ainda mais o lucro privado. Então, se vendida, a Eletrobras será gerida como uma empresa privada, na qual seu dono definirá tarifas e ajustes de preços ao sabor do mercado.

A mesma coisa acontece com o emprego do trabalhador. Se demitir uma centena de trabalhadores e sobrecarregar outros for garantir que, mesmo com um péssimo funcionamento, a empresa esteja gerando lucro, para o empresário está tudo certo.

A Eletrobras anunciou em julho a demissão de metade do seu quadro de funcionários, 11 mil trabalhadores estão com a sua demissão anunciada através de planos de demissão voluntária.

E fica pior. Nas regiões Norte e Nordeste 6 mil trabalhadores estarão desempregados com a venda de seis distribuidoras controladas pela Eletrobras.

Como bem sabemos, uma empresa não se sustenta sem a a força dos trabalhadores. São eles que produzem toda a riqueza que conhecemos em nosso país.

5 - OFERTA DE SERVIÇO MELHOR PARA A POPULAÇÃO

MENTIRA

Quando um governo quer privatizar alguma coisa para atender a demanda empresarial, o padrão é tornar aquele serviço o mais precário para parecer que a culpa é por ser regime estatal.

Temos exemplos vivos dos resultados de privatizações como da Eletrobras e da Vale do Rio Doce. Além da piora do atendimento e oferta do serviço, caso da telefonia; inúmeros tragédias ambientais, sem punição aos responsáveis e o fim de centenas de famílias brasileiras.

Portal CTB - Com informações das agências

0
0
0
s2sdefault