Sidebar

14
Sex, Dez

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

A abertura do ano Judiciário, no dia 1º de fevereiro de 2018, será marcada por um grande ato público nacional contra a reforma da Previdência (PEC 287/16) e pela valorização e independência da magistratura e do Ministério Público. A iniciativa é da Anamatra (Associação Nacional dos Magistrados da Justiça do Trabalho) e das demais entidades que compõem a Frente Associativa da Magistratura e do Ministério Público (Frentas), que também apoiam a mobilização.

O ato em Brasília está marcado para às 14h. 

O objetivo é alertar toda a população, a comunidade jurídica e os parlamentares para os riscos das propostas legislativas que tendem a enfraquecer a autoridade judiciária em suas respectivas carreiras, que pretendem sucatear o sistema previdenciário brasileiro, e, de resto, para o quadro de descaso e paralisia institucional que ameaça a própria integridade da magistratura e do Ministério Público. A intenção é que também sejam realizados atos deste tipo em todo o país. O local do ato público será divulgado em breve.

Segundo o presidente da Anamatra, Guilherme Feliciano, “este grande ato, a se realizar na abertura do ano judiciário, será um importante marco na defesa das carreiras da Magistratura e do Ministério Público e deverá revelar, a quem queira ouvir, que as consequências nefastas da PEC 287/16 e de vários projetos de lei que ameaçam a independência daquelas instituições não serão sentidas apenas por juízes, procuradores e promotores, mas por toda a população. A vítima, ao cabo e ao fim, será a cidadania”.

Fonte: Anamatra

0
0
0
s2sdefault