Sidebar

14
Sex, Dez

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

 As centrais sindicais (CTB, CSB, CUT, Nova Central, Força Sindical e UGT) se reúnem nesta sexta-feira (9), às 15h, no Dieese, para discutir propostas para uma agenda comum, a ser apresentada aos candidatos à presidência da República.

A exemplo do que ocorreu em 2010, quando os trabalhadores e trabalhadoras ligados a cinco entidades se reuniram no estádio do Pacaembu, em São Paulo, para aprovar um documento, as centrais indicam que o momento cobra responsabilidade e posição sobre os rumos que o país tem tomado.

Segundo o diretor técnico do Dieese, Clemente Ganz Lúcio, a ideia é "identificar qual caminho as centrais tomarão diante das mudanças que estão ocorrendo no mundo do trabalho e diante do ano eleitoral, que deve carregar uma agenda grande para 2019". Em seguida, "construir um conjunto de propostas para orientar o debate público".

Nesta semana, o Parlamento deve instalar 12 comissões mistas para analisar medidas provisórias. A primeira da lista é a MP 808, que altera itens da "reforma" da legislação trabalhista. O texto recebeu 967 emendas. Clemente avalia que ainda não houve uma "resposta à altura" ao impacto que as mudanças causaram na vida sindical. Mas ele considera difícil alterar a lei, pelo menos neste momento: "A oposição não tem força para reverter o jogo".

Serviço:

Reunião das Centrais Sindicais
Local: Dieese
Data: 09 de março, às 15h

Portal CTB

0
0
0
s2sdefault