Sidebar

12
Qua, Dez

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

Desde maio de 2016, com o golpe que colocou Michel Temer no Planalto, o Brasil coleciona retrocessos em todos os setores. Nesta segunda (5), Henrique Meirelles e  Temer alcançaram mais um: nos últimos dois anos, a infraestrutura brasileira encolheu R$ 40 bilhões.

As informações são de estudo do Brasil Mundial, divulgado nesta segunda (10), que alerta que o desmonte não corresponde a falta de investimento em tecnologia de ponta, por exemplo, mas sim nos setores e ações básicas.

O recuo, se deu sobretudo pelo corte nos investimentos e manutenção de setores como transporte, energia, telecomunicações e saneamento que, juntos, receberam em 2017 R$ 110,7 bilhões (1,69% do PIB (Produto Interno Bruto). Em 2016, o valor foi 1,95% e para 2018 ficará em 1,7% do PIB.

Além do corte nos investimentos há também o desgaste dos equipamentos de infraestrutura em uma taxa estimada de 2,38% do PIB, indica o estudo.

E fica pior. Como o desgaste está sendo maior do que a manutenção e construção, as instalações do país perderam o valor. Eram 36,2% do Produto Interno Bruto em 2016 e devem fechar 2018 em 35,6%.

Portal CTB - Com informações das agências

0
0
0
s2sdefault