Sidebar

24
Seg, Set

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

Começa nesta terça (10) e vai até a quinta-feira (12) a eleição para a nova diretoria do Sindicato dos Trabalhadores dos Correios de São Paulo (Sintect-SP), que tem em sua base 15 mil trabalhadores ecetistas.

Favorita no pleito, a Chapa 3 - Resistência e Luta para manter as conquistas, presidida por Elias Cesário Diviza, é formada por trabalhadores da CTB e tem todo apoio da central. 

Leia também: Sintect-SP ganha importante ação coletiva que beneficia toda a categoria

"Neste momento em que o fundo de pensão está sob intervenção e o plano de saúde sob ataque, a reeleição de uma chapa combativa como a Chapa 3 é muito importante. Garante a continuidade de um projeto e da luta", diz o secretário de Formação da CTB, Ronaldo Leite, que é diretor da Findect e do Sintect-RJ.

Em sua gestão, a diretoria do sindicato alcançou conquistas importantes, como a redução do compartilhamento no vale refeição/alimentação, aumento do número de tickets, reposição e reajuste salarial, ampliação da licença maternidade, seguro de vida.

Além de investimentos em sua estrutura, através da abertura de novas subsedes, ampliação do corpo jurídico, contratação de um técnico em segurança do trabalho, psicólogo, e assistente social, além do investimento na área de comunicação. 

A Findect também declarou seu apoio à Chapa 3, por reconhecer o papel importante do sindicato paulista nas conquistas recentes da categoria, garantidas no Acordo Coletivo de Trabalho.

“Eu administro o Sindicato como gostaria que fizessem por mim. Com transparência e constantes investimentos, para avançar sempre, no poder de representatividade do Trabalhador Ecetista”, afirma o candidato à reeleição, Elias Diviza.

Portal CTB

0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.