Sidebar

20
Qua, Jun

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

A Conferência Nacional Popular de Educação (Conape) foi lançada nesta terça-feira (20) pelas mais importantes entidades da sociedade civil ligadas ao tema. Com o objetivo de elaborar plataformas de resistência ao desmonte promovido pelo desgoverno Temer nessa área estratégica para o desenvolvimento do país.

Foi o primeiro encontro das mais importantes entidades do movimento educacional brasileiro após se retirarem do Fórum Nacional de Educação (FNE), contra a ingerência do Ministério da Educação (MEC), tirando representantes da sociedade civil do órgão.

“A realização da Conape já está sendo um importante marco para a resistência ao golpe contra a democracia que tem como um dos principais pilares desmontar a educação pública democrática, laica, inclusiva e de qualidade”, afirma Marilene Betros, representante da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB) no evento.

Para ela, “não é possível aceitar o que o governo está fazendo com a educação, principalmente a pública”. Explica ainda que as entidades procuraram o diálogo com o MEC para manter as 20 metas do Plano Nacional de Educação (PNE) aprovado em 2014.

Betros reforça a necessidade de organização de toda a sociedade para defender a educação, “tão maltratada por esse governo ilegítimo”. Ela reafirma a importância da Conape para “avançar a uma educação onde os filhos e filhas da classe trabalhadora tenham oportunidades de desenvolvimento pleno”.

Além do mais, diz ela, “precisamos fortalecer a resistência aos cortes de investimentos na educação pública. Por isso, nos agrupamos e já chamamos um Conferência Nacional Popular de Educação para juntos com a sociedade levarmos o país de volta à democracia e aos investimentos necessários em educação”.

Betros define o desgoverno Temer como o “inimigo número um da educação pública”. Garante ainda que “as entidades mais importantes do país que defendem a educação participam deste movimento para a valorização de uma educação transformadora e sem mordaça”.

Portal CTB – Marcos Aurélio Ruy

0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.