Sidebar

12
Qua, Dez

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

A Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB) lança este mês a nova edição da revista Visão Classista. A publicação chega ao 22º número em cinco anos de existência, sempre dedicada ao debate de questões ligadas ao mundo do trabalho.

A edição traz na capa uma convocação à resistência, após dois anos de golpe, período marcado por sucessivos ataques aos direitos trabalhistas e ao movimento sindical, além de retrocessos sociais enormes com cortes de políticas públicas e programas sociais criados nos governos Lula e Dilma. 

Diante deste quadro, uma entrevista com a juíza do Trabalho Valdete Souto Severo abre a edição, discorrendo sobre o desastroso impacto da reforma trabalhista nas relações laborais, na Justiça do Trabalho e na democracia brasileira.

Acesse a revista na íntegra 

Sempre sob a ótica da classe trabalhadora, as reportagens abordam a mercantilização da saúde, o avanço da chamada "indústria 4.0", o cenário eleitoral, as proposta do movimento sindical para o país, o desemprego na juventude, a crise dos combustíveis e a força dos sindicatos, entre diversos outros temas.

Esta edição busca também realçar três marcos comemorativos do ano de 2018 que contrastam com a realidade histórica que o país vive hoje. Entre eles, os 30 anos da Constituição Cidadã, promulgada em 1988, que consagrou garantias constitucionais atualmente sob ataque.

Os 30 anos da criação da Corrente Sindical Classista (CSC), importante avanço do movimento sindical brasileiro, que fundou as bases do que é hoje a CTB, cujos princípios norteadores também estão no alvo da gestão golpista.

E uma entrevista com Maurício Pestana, ex-secretário da Igualdade Racial de São Paulo, na gestão Fernando Haddad, propõe uma reflexão sobre os 130 anos da abolição da escravatura no Brasil, celebrado em maio, e que, até hoje, se reflete na sociedade brasileira na forma de racismo, discriminação e exclusão social. 

Raimunda Gomes, secretária de Imprensa e Comunicação da CTB, avalia que a revista é mais uma ferramenta da luta sindical para ampliar e aprofundar o debate junto à classe trabalhadora.

"O que está em pauta, neste momento, é fazer novo o que já é luta histórica. É mostrar o papel do sindicalismo para uma sociedade cada vez mais impactada por tecnologias e uma enxurrada de conteúdos e, assim, impulsionar a luta por transformações que melhorem a vida da classe trabalhadora. A Visão é uma contribuição para este debate".

A revista está disponível para download em link nesta página. Boa leitura!

Visão Classista é informação com conteúdo de classe. Acesse, leia, compartilhe!

Portal CTB

 

 

0
0
0
s2sdefault