Sidebar

22
Sex, Mar

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

Representantes de trabalhadores do serviço público das três esferas de poder se reuniram na tarde de hoje (23), em Brasília, para discutir projetos que penalizam e retiram direitos da categoria, atualmente em tramitação no Congresso Nacional. O objetivo é discutir as propostas, entre elas, o PL 257 (que renegocia a dívida dos estados) e a PEC 241 (projeto que define teto para gastos públicos), que promovem o desmonte do serviço público, e definir um calendário e estratégias de mobilização contra a aprovação desses projetos.

O encontro foi convocado pela CTB, central que vem protagonizando a luta pela democracia e manutenção dos direitos da classe trabalhadora em todo o país. Na condução dos trabalhos, o Secretário do Serviço Público e dos Trabalhadores Públicos da central, João Paulo Ribeiro (JP).

Presentes nove centrais, entre elas, CSB, Pública, CUT, Nova Central, UGT, Força Sindical, CGTB, CSP-Conlutas, 27 entidades, como o DIEESE, ANFIP, Sindilegis e confederações, entre elas, a CSPB.

Na noite desta terça-feira, a Câmara deve votar os quatro destaques do PL 257,  entre eles, o que exclui do limite do IPCA as despesas com saúde, educação e segurança pública. O texto-base foi aprovado no último dia 10 pela Casa.

Amanhã (24) haverá reunião das centrais para anunciar os encaminhamentos do encontro. O grupo se definiu pela construção da Jornada Nacional de Lutas em Defesa e Valorização do Serviço e Servidores Públicos, de 12 a 15 de setembro, na capital federal, com caravanas e acampamentos além de atos nos estados.

Para JP, “é preciso unidade da categoria, no Congresso e nos estados, para derrotar a PEC 241, o PL 257 e todos os projetos nefastos que prejudicam os trabalhadores e o serviço público  A CTB está totalmente mobilizada junto à classe, com este objetivo”.

De Brasília, Ruth de Souza - Portal CTB

 

0
0
0
s2sdefault