Sidebar

14
Sex, Dez

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

Dando sequência ao projeto de desmonte da Caixa Econômica Federal, em março será lançado um novo Programa de Demissão Voluntária (PDV). De acordo com informações do Conselho de Administração do banco, falta apenas o aval da Secretaria de Coordenação e Governança das Empresas Estatais (Sest).

Em 2017, entre março e setembro, o PDV teve uma adesão de 7,3 mil funcionários. Como a expectativa era atingir 10 mil funcionários da Caixa, o objetivo agora convencer os 2,7 mil funcionários que não aderiram ao plano em 2017.

Choque de gestão 

Segundo informações do Sindicato dos Bancários da Bahia, a intenção desta vez é dar um "choque de gestão" no banco público. Quer dizer, funcionários e população vão pagar pelos problemas gerados por meia dúzia de diretores que utilizam o cargo indevidamente para atender a interesses políticos.

Mais trabalho, menos investimentos 

Enquanto isso, a sobrecarga de trabalho aumenta, expondo os empregados um ambiente ainda mais estressante e propício a doenças. Os clientes também sentem os reflexos, com um atendimento precarizado. Não é só isso, o número de agências também será reduzido, assim como o de postos de atendimento. 

Se hoje, com 3.400 unidades em todo o país, os clientes já sofrem com longas filas e atendimento precário, com o fechamento das agências, o cenário vai piorar. Um desrespeito à nação. 

Portal CTB - Com informações das agências

0
0
0
s2sdefault