Sidebar

11
Ter, Dez

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

Indo em frente com o projeto de destruição do Estado e abrindo as portas para a privatização geral, na tarde desta terça-feira (09), o presidente ilegítimo Michel Temer assinou um decreto que elimina 60,9 mil cargos de servidores públicos federais.

De acordo com informações do Planalto, a norma já passa a valer a partir desta quarta-feira (10) com a publicação na edição de hoje no “Diário Oficial da União”. O decreto também veda a abertura de concurso público para determinadas funções. No caso de concursos que estão em andamento, a medida barra qualquer possibilidades de vagas além das previstas no editais.

Por trás do argumetno mentiroso do governo, que insiste em afirmar que os cargos que estão sendo eliminados são cargos obsoletos, está um ataque frontal aos servidores públicos, que perderam seus empregos, e o sucateamento do Estado.

Portal CTB - Com informações das agências

0
0
0
s2sdefault