Sidebar

21
Dom, Abr

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

A batalha em defesa da Previdência Social, contra a reforma proposta pela dupla Bolsonaro/Guedes, está esquentando e vai contar com manifestações em todo as regiões do país, com dezenas de capitais e municípios mobilizados na próxima sexta-feira, 22 de março. Conforme os dirigentes das centrais, será um dia de luta e alerta que inaugura uma jornada de luta que prosseguirá até a votação final da PEC 06/2019 no Congresso Nacional e deve culminar com a decretação de uma greve geral.

Veja abaixo a lista de atividades do Dia Nacional de Luta em Defesa da Previdência Social e lutas em curso por estado, local e horário:

Acre, Capital: Palácio do Rio Branco, às 8h          

Alagoas, Capital: Praça Centenário, às 15h

Arapiraca: Praça da Prefeitura, às 9h     

Amapá, Capital: Ato unificado na Praça da Bandeira, às 9h          

Amazonas, Capital: Concentração na Praça da Polícia, às 15h, seguindo em passeata para a Praça da Matriz (Centro) às 16h       

Bahia, Capital: Rótula do Abacaxi, 9h. Em Feira de Santana o Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado da Bahia (APLB) declarou greve desde 11/03/2019

Professores da Universidade Estadual de Santa Cruz (Uesc) estão parados desde o dia 13/03/2019

Haverá assembleias para deliberar sobre a greve nas Universidades do Estado da Bahia (UNEB), Estadual de Feira de Santana (UEFS) e Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB) no dia 21/03/2019

Ceará, Capital: Praça da Imprensa (Dionísio Torres), às 8h

Juazeiro do Norte: Ato no Giradouro, às 16h

Iguatu: Ato com concentração na Praça da Caixa Econômica, às 8h

Sobral: Praça de Cuba, às 7h30

Chorozinho: Praça da EEF Padre Enemias, às 8h

Morada Nova (ato regional): Praça da Matriz, às 7h

Russas: Praça Monsenhor João Luiz, às 7h

Aracati: Praça do Prazeres, às 8h

Jaguaruana: Praça da Prefeitura, às 9h

Itaiçaba: EEF Dulcineia Gomes Dinis, às 7h

Solonopole: Ginásio Poliesportivo, às 9h30

Pereiro: Praça da Matriz, às 7h

Itapipoca: Praça dos Motoristas, às 8h

Tianguá: Praça dos Eucaliptos, às 8h

Acopiara: Praça da Matriz, às 8h

Paracuru: Sindicato Rural, às 8h

Crateús: Coluna da Hora, às 7h

Camocim: Pracinha do Amor, às 8h

Paraipaba: Praça do Hospital, às 15h30

Martinópole: Galpão dos Feirantes, às 16h

Jaguaribe: Praça do Fórum, às 16h - Os professores da Rede estadual e municipal de Fortaleza também aprovaram paralisação de 24 horas neste dia. Os trabalhadores da construção civil também farão paralisações. Haverá ainda atrasos nas saídas das garagens promovidos pelos condutores. Paralisam também judiciários, servidores da Defesa Civil e dentistas, enfermeiros, e trabalhadores do MPE

Em Caucaia o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Caucaia (Sindsep) informa greve desde o dia 14/03/2019.

Distrito Federal: Praça Zumbi dos Palmares (SDS), às 17h. As entidades farão eventos internos, atos e paralisações

Espírito Santo, Capital: Caminhada de Jucutuquara até o Palácio Anchieta, às 8h              

Goiás- Ato perto da Serra Dourada, na altura do KM 153 da BR, às 6h. Professores da Universidade Estadual de Goiás (UEG) em greve desde o dia 12/03/2019.

Maranhão, Capital: INSS no Parque Bom Menino (Centro), às 8h

Imperatriz: Praça de Fátima, às 8h          

Mato Grosso, Capital: Praça Ipiranga, às 16h      

Mato Grosso do Sul, Capital: Praça do Rádio Clube, às 9h. Em todo o estado a FETEMS realizou assembleias em que foi aprovada a proposta de greve geral no dia 22

Minas Gerais, Capital: Ato na Praça Sete, às 17h

Ouro Preto: Panfletagem

Montes Claros: Praça do Automóvel Clube, às 16h

Cidade de Timóteo: Praça 1º de Maio, às 17h

Coronel Fabriciano: Praça da Rodoviária, às 9h

Ipatinga: Praça 1º de Maio, às 14h

João Monlevade: Praça do Povo, às 9h. Na parte da manhã, sindicalistas e militantes percorrerão com carro de som os bairros Barreiro e Venda Nova, na capital, fazendo panfletagens

Em São João Del Rei, haverá assembleia com atraso do turno e administrativo em fábrica metalúrgica. Os docentes da ADUFSJ votaram paralisação o dia todo. Servidores de Santa Cruz de Minas agendaram panfletagem em todos os locais de trabalho. No setor têxtil tem panfletagem e agitação em fábrica da categoria

Em Tiradentes também está programada panfletagem e agitação dos servidores municipais. Os sindicatos na cidade planejam ainda um ato público, com horário e local a confirmar

Em Itajubá haverá panfletagens e assembleias nas fábricas metalúrgicas

Pará       Capital: Concentração no Banco do Brasil da Ponte Vargas às 7h30, com caminhada até o INSS da Av. Nazaré às 9h

Praça da República, 9h

Marabá: Em frente ao INSS (manhã), Seminário sobre reforma da Previdência na Faculdade Carajás, às 15h

Parauapebas: Praça de eventos no bairro Cidade Nova, às 6h.

Em Belém, os trabalhadores da educação estadual aprovaram paralisação no dia 22/3. O Sindtifes (técnicos da UFPA) também. Operários da construção civil irão parar por 2h em alguns canteiros de obras.

Paraíba. Em João Pessoa a ADUFPB faz assembleia nesta quarta (20), com indicativo de paralisação no dia 22

Paraná, Capital: Concentração na Boca Maldita, às 9h; ato e panfletagem no INSS da Rua João Negrão, às 11h    Em União da Vitória o Sindicato do Magistério da Rede Municipal de União da Vitória, declarou greve desde o dia 12/03/2019.

Pernambuco, Capital: Praça do Derby, às 15h    Os trabalhadores do Sintufepe/SS - UFPE aprovaram paralisação e participação no ato

Piauí, Capital: INSS (Praça Rio Branco), às 8h. Professores da Universidade Estadual do Piauí (Uespi) em greve desde o dia 18/03/2019

Rio de Janeiro, Capital: Candelária, com caminhada até a Central do Brasil, 16h.                Petroleiros programam ato no CENPES e no Edise e assembleias no TABG e TEBIG. Trabalhadoras(es) das redes municipal e estadual de educação do Rio aprovaram paralisação a partir das 12h, com a realização de assembleia unificada às 14h, na Praça XV, com pauta única sobre a Reforma da Previdência

Foi aprovada ainda paralisação de categorias organizadas pela Aduff (Associação dos Docentes da Universidade Federal Fluminense) e Sepe (Sindicato Estadual dos Profissionais em Educação do Rio de Janeiro). Os trabalhadores organizados pelo Sintuff (Sindicato dos Trabalhadores em Educação da Universidade Federal Fluminense) também paralisam neste dia.

Rio Grande do Norte, Capital: INSS da Rua Apodi, nº 2150, às 15h e segue para a Praça dos Três Poderes

Mossoró: Manifestação na base da Petrobrás, às 6h, e concentração no INSS, às 8h e passeata pelas ruas do centro da cidade  Na capital os trabalhadores estaduais da Saúde estão em greve há mais de 40 dias. Na sexta, programam atividades/debate em frente ao Hospital Walfredo Gurgel. Os trabalhadores municipais da Saúde realizam assembleia às 9h. O Sintest programa aula pública na UFRN. O Sindprevs promoverá atividade de formação no sindicato e os bancários planejam atraso na abertura de agências no centro da cidade. O Sinte aprovou dia estadual de paralisação

Em Mossoró o Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Mossoró (Sindiserpum) informa greve desde o dia 08/03/2019

Em Marcelino Vieira os professores estão em greve desde 28/02/2019

Rio Grande do Sul, Capital: Esquina Democrática, às 18h

Caxias do Sul: Praça Dante Aligheri, às 17h

Santa Maria: Praça Saldanha Marinho, às 17h30

Pelotas: Mercado Público às 18h

Passo Fundo: Esquina Democrática, às 17h. Na capital o Conselho Geral do CPERS aprovou paralisação nesta sexta

Rondônia, Capital: Praça Marechal Rondon, a partir das 17h       

Roraima: sem informação                          

Santa Catarina, Capital: Ticen, às 17h

Blumenau: Em frente ao INSS, às 10h

Joinville: Praça da Bandeira, às 14h

Criciúma: Calçadão da Praça Nereu Ramos, às 13h30

Itajaí: Ato em frente à Igreja Matriz, às 16h

Lages: Aulão popular sobre a Reforma da Previdência, no Calçadão Tiago Fiúza de Carvalho, às 17h00    Na capital os trabalhadores do Sintrajud fazem paralisação nesta sexta. O Sinte-SC também está chamando paralisação.

São Paulo, Capital: MASP, às 17h

São Carlos: Pça em frente ao Mercado Municipal, às 9h

Bauru: Audiência Pública na Câmara, às 14h

Campinas: Ato dos Servidores Públicos no Largo do Rosário, às 10h; Concentração para o ato e panfletagem na rua 13 de Maio e terminais de ônibus, às 16h30; Ato político, às 18h

Grande ABC: Caminhada com saída na porta da Mercedes Benz e da Ford, às 7h

São José dos Campos: Praça Afonso Pena, às 10h

Mogi das Cruzes: Largo do Rosário (Praça da Marisa), às 10h

Ribeirão Preto: Concentração na Esplanada Dom Pedro II, às 17h

Osasco: Ato público em frente à Estação de trem de Osasco, às 9h

Carapicuíba: Ato público em frente à estação de Carapicuíba, às 5h30

Ato público no Calçadão, às 9h. Na capital paulista metroviários farão manifestação usando coletes contra a reforma ao longo de todo o dia 22

Em São José dos Campos e região, os metalúrgicos preparam mobilizações nas fábricas da categoria desde as primeiras horas do dia 22/3

Sergipe Capital: Ato com concentração em frente à Deso, na Rua Campo do Brito, às 15h            

Tocantins, Capital: Ato em frente ao INSS (sem informação sobre o horário). Em Formoso do Araguaia categoria dos professores estão em greve desde o dia 26/02/2019.

0
0
0
s2sdefault