Sidebar

15
Sáb, Dez

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

Nesta quinta (30), tem Dia Nacional de Luta contra a Medida Provisória (MP 844/2018), a MP do Saneamento, que foi editada por Michel Temer em de 6 julho e que se encontra em tramitação no Congresso Nacional.

A expectativa é que ocorram atos em todas as capitais dos estados, audiências públicas nas assembleias legislativas, além de outras atividades e ações que serão realizadas pelas entidades que compõem a Frente Nacional pelo Saneamento Ambiental (FNSA).

jose faggian sintaema sp ctb privatizacaodaagua

“Mobilização e resistência serão fundamentais para barrar mais esse ataque que compõe um projeto de privatização geral e desmonte do Estado. Essa proposta [ a MP 844] altera o Marco Legal do Saneamento Básico no Brasil, atendendo ao interesse do capital privado, inclusive estrangeiro, enfraquecendo as empresas públicas, prejudicando seus trabalhadores e trabalhadoras e condenando os municípios mais pobres a um verdadeiro apagão do saneamento básico”, alertou José Faggian (foto ao lado), vice-presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Água, Esgoto e Meio Ambiente do Estado de São Paulo (Sintaema-SP), ao reiterar a convocação de toda a classe trabalhadora para os atos que ocorrerão em todo o Brasil.

Em São Paulo a luta começará cedo, Sintaema e a CTB-SP estão organizando ato, às 7h, na Unidade da Sabesp de Santana, localizada na Rua Conselheiro Saraiva, 519. E com o intuito de alavancar o debate nos espaços institucionais, Faggian destaca que, em São Paulo, será realizada audiência pública no auditório Franco Montoro, na Assembleia Legislativa, às 14h.

Portal CTB

0
0
0
s2sdefault