Sidebar

15
Sáb, Dez

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

Cerca de 6.500 eletricitários e eletricitárias e mais de 4 mil trabalhadores terceirizados das distribuidoras de energia dos estados de Alagoas, Acre, Amazonas, Piauí, Rondônia e Roraima devem paralisar suas atividades este mês.

O protesto de 48 horas é contra a privatização das empresas pretendida pelo governo ilegítimo e golpista de Michel Temer (MDB-SP). No próximo dia 26, está marcado o leilão da Companhia Energética do Piauí (Cepisa). Já a entrega das demais distribuidoras está prevista para ocorrer no próximo dia 30 de agosto, conforme divulgado pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Social (BNDES).

Quase 10 mil trabalhadores e trabalhadoras das distribuidoras de energia de seis estados devem parar contra a privatização das empresas

Segundo Nailor Gato, vice-presidente da Federação Nacional dos Urbanitários (FNU), coordenador do Coletivo Nacional dos Eletricitários (CNE) e presidente do Sindicato dos Urbanitários de Rondônia (Sindur/RO), a mobilização dos trabalhadores abrange os seis estados em que estão as distribuidoras que têm data marcada para serem leiloadas.

“Vamos para a porta das empresas a partir das 6h da manhã com o apoio de movimentos populares e da população, que tem a compreensão de que quem vai pagar a conta da privatização é ela, em especial os mais pobres”, explica.

As distribuidoras podem ser vendidas por apenas R$ 50 mil cada uma e as dívidas acumuladas de R$ 11 bilhões não serão arcadas pelas eventuais empresas vencedoras dos leilões, mas sim pelo governo, que pagará com o dinheiro do contribuinte.

Além do valor irrisório a ser arrecadado com a venda das distribuidoras de energia e do perdão da dívida bilionária, que sairá do bolso de cada cidadão brasileiro, os sindicalistas do setor estão preocupados com a perda de milhares de postos de trabalho e com o aumento extraordinário no valor das contas de luz, que a população não terá condições de pagar.

Segundo Nailor, a mobilização, além de dizer um basta às privatizações, também tem o objetivo de pressionar os senadores dos estados para que votem contra o Regime de Urgência do Projeto de Lei nº 77, em tramitação no Congresso Nacional, que aprova a venda das estatais da Amazônia.

A batalha judicial contra a privatização da Eletrobras

Em mais uma batalha judicial, o presidente do Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF2), desembargador federal André Fontes, suspendeu, nesta terça-feira (17/7), a liminar da 19ª Vara Federal do Rio de Janeiro que impedia o leilão, marcado para o dia 26 de julho.

A única distribuidora que ainda não tem data marcada para o leilão, mesmo com a suspensão pelo TRF2, é a Companhia Energética de Alagoas (CEAL), que está incluída na liminar concedida, no dia 27 de junho, pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski, em decorrência de uma dívida da União com estado de Alagoas quando a empresa foi federalizada na década de 1990.

Essa decisão ocorreu no mesmo período em que Lewandowski concedeu liminar proibindo o governo de privatizar empresas públicas sem autorização do Legislativo, atendendo à Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI) ajuizada pela Federação Nacional das Associações do Pessoal da Caixa Econômica Federal (Fenae) e pela Confederação Nacional dos Trabalhadores do Ramo Financeiro (Contraf/Cut). As entidades protocolaram ação questionando o dispositivo da Lei das Estatais (13.303/2016). 

O Coletivo Nacional dos Eletricitário aprovou os seguintes encaminhamentos:

. 23 a 25 de julho- Assembleias deliberativas dos trabalhadores nos estados
. Indicativo da paralisação de 72 horas – De 31/7 a 2/8

É preciso pressionar os senadores a votarem contra o projeto. Para pressioná-los, envie mensagens para seus e-mails, redes sociais (Twitter, Facebook, Instagram). Você também pode telefonar para os gabinetes. 

Acesse aqui a lista de senadores e senadoras.

Faça sua parte e pressione seu parlamentar contra a privatização das distribuidoras Eletrobras.

Federação Nacional dos Urbanitários 

0
0
0
s2sdefault