Sidebar

24
Sex, Maio

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

A mobilização em defesa de uma aposentadoria digna tem de ser fortalecida. Nesta quarta-feira (03/04), o presidente Bolsonaro afirmou que o foco do governo agora é a aprovação da reforma da Previdência. Falou que está disposto a dialogar com o Congresso Nacional.

Realmente, se aposentar no Brasil ficará cada vez mais difícil, caso a PEC 06/2019 seja aprovada. Os prejuízos são muitos. Na lista, a restrição ao acesso e redução do valor dos benefícios e a obrigatoriedade da idade mínima de 65 anos para os homens, 62 para as mulheres, além de aumentar o tempo mínimo de contribuição de 15 para 20 anos.

Para o presidente e a equipe econômica, não importam os prejuízos para o trabalhador. Bolsonaro reforçou que vai jogar pesado na reforma da Previdência, pois é um marco. Disse também que quem vai bater o pênalti é a Câmara Federal e depois o Senado, ao destacar que se der certo, tem tudo para fazer o Brasil decolar. Ledo engano.

 

Com informações de bancariosbahia.org.br

0
0
0
s2sdefault

Quer saber o que acontece no movimento sindical e no mundo do trabalho?

Digite seu nome e e-mail para receber gratuitamente nosso informativo.