Sidebar

22
Seg, Jul

Fonte
  • Smaller Small Medium Big Bigger
  • Default Helvetica Segoe Georgia Times

A 12ª Vara da Fazenda Pública da Capital concedeu nesta quinta (18) uma liminar que suspende o leilão do controle de operações e manutenção das Linhas 5-Lilás e 17-Ouro do Metrô de São Paulo, previsto para esta sexta-feira (19). Cabe recurso da decisão.

A decisão é uma importante vitória do movimento sindical e da mobilização do Sindicato dos Metroviários de São Paulo, que realizaram hoje uma paralisação com adesão de 80% da categoria.

"Uma importante vitória nesta grande batalha que é a defesa do Metrô contra a privatização. Mas, seguimos vigilantes e mobilizados contra a sanha privatista. E amanhã estaremos firmes na porta da Bolsa de Valores contra mais esse ataque”, disse o presidente da CTB, Adilson Araújo. 

Foi fixada uma multa diária de R$ 1 milhão para cada réu em caso de descumprimento (Fazenda Estadual, Metrô, CPTM e mais quatro réus), além de sanções administrativas e criminais. Na decisão, o juiz Adriano Marcos Laroca acatou o pedido liminar da bancada do PSOL em parceria com funcionários do Metrô para suspender o leilão.

Em seu despacho, o juiz afirma que "o valor mínimo da outorga dos serviços de operação, manutenção, requalificação e expansão do transporte metroviário das linhas 4-Lilás e 17-Ouro, em torno de R$ 180 milhões, mostra-se muito baixo, à vista dos custos das obras de construção das mesmas linhas, nos últimos quatro anos, em torno de R$ 7 bilhões, ou seja, aproximadamente 3% do custo financeiro de construção das linhas".

Com informações do G1

0
0
0
s2sdefault